SOU DO CEARÁ


"Eu sou de uma terra que o povo padece
Mas não esmorece e procura vencer.
Da terra querida, que a linda cabocla
De riso na boca zomba no sofrer
Não nego meu sangue, não nego meu nome
Olho para a fome , pergunto o que há ?
Eu sou brasileiro, filho do Nordeste,
Sou cabra da Peste, sou do Ceará."

Patativa do Assaré

domingo, 31 de outubro de 2010

DILMA ELEITA... QUEM VENCEU E QUEM PERDEU...

IMAGEM:
http://www.politicalivre.com.br/index.php/2010/10/aniversario-de-lula-vira-comicio-por-dilma/







" Os vencedores e perdedores. A Esfinge chamada Dilma: “decifra-me ou te devoro”. Como será na Presidência a ex-guerrilheira? Continuará na linha paz e amor? Ou assumirá sua real personalidade? O suspense é de matar o Hitchcock."


" ... A PARTIR DE HOJE, ESTÁ OFICIALMENTE ABERTA
A TEMPORADA DE CAÇA AOS MINISTÉRIOS..."



Carlos Newton


Os grandes vencedores desta eleição foram o presidente Lula e o ex-governador mineiro Aécio Neves, ao provarem que são capazes de transferir votos a candidatos sem a menor chance, como Dilma Rousseff ou Antonio Anastasia. Sem apoio de Lula e Aécio, respectivamente, nem Dilma nem Anastasia jamais ganhariam eleição.

E os maiores perdedores, quem são? Além de Artur Virgilio, Jereissati, Marco Maciel, Roriz, Mão Santa, Helio Costa, Jarbas Vasconcellos, Gabeira, Fogaça, Serra etc., não há dúvida que são Ciro Gomes, Aloizio Mercadante e o especialmente oPSDB, que sequer aceitou discutir a proposta de Aécio Neves de realizar prévias eleitorais para escolher o candidato à Presidência.

Se o PSDB tivesse aceitado, mesmo se Aécio perdesse a eleição interna e a candidatura Serra fosse a preferida, a própria realização das prévias teria impacto positivo junto ao eleitorado do PSDB, mobilizando antecipadamente as bases do partido. Além do mais, Aécio poderia ser vice de Serra e as prévias soariam bem, principalmente porque no PT não houve nem discussão. Lula simplesmente impôs a candidatura Dilma, e estamos conversados.

Ciro Gomes também saiu perdendo, e muito, porque foi enganado por Lula e ficou fora da disputa presidencial. Com Ciro concorrendo, o quadro seria outro, os debates ganhariam entusiasmo e os votos no primeiro turno se dividiram pelas quatro candidaturas, (Dilma, Serra, Marina e Ciro), trazendo muito mais emoção.

Ciro foi inacreditavelmente ingênuo. Acreditou quando Lula lhe disse que o PT poderia até apoiar a candidatura dele. Depois, acreditou de novo, quando Lula lançou Dilma e prometeu a Ciro que, se ela não decolasse, o candidato seria ele. Acreditou tanto, que mudou seu endereço eleitoral para São Paulo. Quando descobriu que tinha sido ludibriado, já era tarde, seu partido (PSB) já tinha feito acordo com Lula para apoiar Dilma e ele só podia disputar eleição em São Paulo. Mas ser candidato a quê?

Mesmo enganado e humilhado por Lula, Ciro Gomes ainda aceitou ser um dos coordenadores da campanha de Dilma no segundo turno, sem lembrar que no primeiro turno deu várias declarações à imprensa defendendo a eleição de Serra, por ser “mais experiente do que a Dilma”. Agora, Ciro é cotado para voltar ao Ministério. Mudou Ciro? Mudou Dilma? Ou mudou a dignidade humana? Escolha a sua resposta.

Já Mercadante saiu perdendo porque desde 1994 tem sido uma marionete nas mãos de Lula. Foi eleito deputado federal em 1990, seria facilmente reeleito em 1994, mas aceitou ser vice de Lula na disputa presidencial, foi para o sacrifício e ficou sem mandato por quatro anos. Até que, em 1998, voltou à Câmara Federal. Em 2202, foi um dos coordenadores da vitoriosa campanha presidencial de Lula e se elegeu senador. Estava em alta politicamente.

Todos pensavam que Lula o nomearia ministro da Fazenda, por ser o melhor e mais respeitado economista do PT, mas o presidente jogou-o para escanteio e preferiu o médico sanitarista Antonio Palocci. Justificativa: “Preciso de você no Senado”. Mercadante acreditou.

Palocci saiu, expulso pelo caseiro, e Lula, que tudo fazia para que Mercadante não se projetasse no cenário nacional, preferiu Guido Mantega. Depois, na hora de escolher o candidato à sucessão, preferiu Dilma. E sua justificativa para alijar Mercadante foi a seguinte: “Preciso de você em São Paulo“. Mercadante acreditou de novo, partiu para uma disputa altamente desfavorável contra Alckmin, com pouca chance de vitória. Até hoje Mercadante não entendeu que Lula quer o PT só para ele, no partido ninguém mais pode se projetar.

Assim, Mercadante – que, sem dúvida é o melhor quadro do PT – vai ficar mais quatro anos na chuva, sem mandato. A não ser que Dilma o convide para algum ministério. Mas será que Lula permitirá que isso aconteça? Claro que não. Só se for um Ministério bem mixuruca. Mercadante vai ficar em posição subalterna. Podem apostar.

E Dilma? Será que vai arrancar a máscara carnavalesca e recuperar a carranca de antes, ou seguirá eternamente na linha “paz e amor”, que adotou na campanha presidencial? O mais provável é que ressurja o perfil da verdadeira Dama de Ferro. E se isso acontecer (e vai acontecer, mais cedo ou mais tarde), como ficará Lula? Dilma permitirá que Lula continue mandando no Planalto, como ele acha que acontecerá? Claro que não.

Quem conhece Dilma Rousseff e já esteve com ela em reunião de trabalho, fora da campanha, sabe que a nova presidente tem um temperamento fortíssimo. Assim que colocar a faixa e sentar naquela cadeira, vai rodar a baiana e não aceitará ordens de ninguém. Lula não perde por esperar. Se ele pensa que vai ser uma espécie de Rasputin no Planalto (ou uma versão de Garotinho no governo da mulher Rosinha), pode desistir. Dilma não é Rosinha. Traído e abandonado pela nova presidente, a decepção e a conseqüente depressão de Lula serão arrasadoras. Ninguém sabe o que ele fará.

Temperamentos à parte, na verdade Dilma Rousseff é uma incógnita na Presidência e vai surpreender, positiva ou negativamente. Com a experiência que acumulou nos últimos oito anos, pode se sair bem, caso escolha um bom ministério, mais isso será muito dificil, pois tem de agradar aos partidos coligados, que estão com as bocarras escancaradas, famélicos por prestígio, cargos e poder, não necessariamente nessa ordem.

A partir de hoje, está oficialmente aberta a temporada de caça aos ministérios. Por trás de tudo, a figura sinistra de Michel Temer, que há alguns anos Antonio Carlos Magalhães apelidou de “Cocheiro de Vampiro”. Realmente o novo vice-presidente mais parece personagem do escritor irlandês Bram Stoker, criador do Drácula.

É Temer quem trama nos bastidores a distribuição dos cargos, à revelia de Dilma e com apoio integra do PMDB. Como advertiu o líder Henrique Eduardo Alves, no mais recente encontro nacional do partido: “Não aceitamos essa história de uma eleição para um partido só ganhar. O PT é um grande partido, mas ou ganhamos juntos ou não ganha ninguém”.

Assim, Temer procura desesperadamente abrir espaço e se fixar como coordenador da base aliada. É como se Dilma estivesse dormindo com o inimigo. Os próximos capítulos serão eletrizantes. Você não pode perder."


FONTE: TRIBUNA DA IMPRENSA
http://www.tribunadaimprensa.com.br/

LEIA A COLUNA " DE BRASÍLIA " DO RANGEL CAVALCANTE NO DIÁRIO DO NORDESTE

 

                                        IMAGEM: http://sociedadeedebate.blogspot.com/





" Loas


Roberto Setúbal, presidente do Banco Itaú, rasgou elogios à política econômica do governo, "O Brasil não precisa de reformas", disse ele. Com os juros e taxas atuais, banco no Brasil é o melhor negócio do mundo. Os banqueiros estão rindo á toa. Tais como os cocaleiros da Bolívia aplaudindo o governo de Evo Morales."


RANGEL CAVALCANTE



FONTE: DIÁRIO DO NORDESTE
http://diariodonordeste.globo.com/materia.asp?codigo=876719

EVANGELHO DE DOMINGO DIA 31 DE OUTUBRO DE 2010








Evangelho segundo S. Lucas 19,1-10.


Tendo entrado em Jericó, Jesus atravessava a cidade.
Vivia ali um homem rico, chamado Zaqueu, que era chefe de cobradores de impostos.
Procurava ver Jesus e não podia, por causa da multidão, pois era de pequena estatura.
Correndo à frente, subiu a um sicómoro para o ver, porque Ele devia passar por ali.
Quando chegou àquele local, Jesus levantou os olhos e disse-lhe: " Zaqueu, desce depressa, pois hoje tenho de ficar em tua casa."
Ele desceu imediatamente e acolheu Jesus, cheio de alegria.
Ao verem aquilo, murmuravam todos entre si, dizendo que tinha ido hospedar-se em casa de um pecador.
Zaqueu, de pé, disse ao Senhor: " Senhor, vou dar metade dos meus bens aos pobres e, se defraudei alguém em qualquer coisa, vou restituir-lhe quatro vezes mais."
Jesus disse-lhe: " Hoje veio a salvação a esta casa, por este ser também filho de Abraão;
pois, o Filho do Homem veio procurar e salvar o que estava perdido."





Da Bíblia Sagrada


FONTE:  http://www.evangelhoquotidiano.org/main.php?language=PT

" JORNALISMO CEARENSE PERDE UM ÍCONE: RODOLFO ESPÍNOLA "


FOTO: CID BARBOSA   -  DIÁRIO DO NORDESTE
"Jornalismo cearense perde um ícone: Rodolfo Espínola "

" Rodolfo Espínola atuou durante 35 anos como repórter do ´Estadão´ "


" Ele sofreu um infarto enquanto dirigia seu veículo. Desgovernado, o automóvel chocou-se contra um poste."



" Faleceu na tarde deste sábado (30), em Fortaleza, o jornalista e escritor Rodolfo Espínola, que atualmente, exercia o cargo de assessor de Comunicação Social da Secretaria Nacional dos Portos. Espínola sofreu um acidente de trânsito, por volta das 16h30, quando guiava seu automóvel pela Avenida Santos Dumont, na Praia do Futuro.

Segundo as primeiras informações colhidas pela Polícia no local do acidente, o jornalista teria se sentido mal e, logo em seguida, teria sofrido uma parada cardíaca. O veículo desgovernou-se e chocou-se contra um poste de iluminação pública. Espínola ainda foi socorrido com vida para um hospital próximo, onde, porém, não resistiu ao infarto. O sepultamento dele deverá ocorrer na tarde de hoje.

Repórter

Considerado um dos mais atuantes jornalistas brasileiros, Espínola exerceu, durante 35 anos, o cargo de repórter e correspondente do jornal ´O Estado de São Paulo´ no Ceará, com atuação nos demais Estados do Norte e Nordeste. Além de sua importante atuação no jornalismo brasileiro, ele era pesquisador e escritor. Em 2006, publicou o livro ´Vicente Pinzón e a descoberta do Brasil´, fruto de uma longa pesquisa histórica. Em maio último, o jornalista publicou a obra ´Caravelas, Jangadas e Navios´; histórias do Ceará."



FONTE:  DIÁRIO DO NORDESTE
http://diariodonordeste.globo.com/materia.asp?codigo=877271


---------------------------------------------------------------------

falAÇÃO


O CORPO DO JORNALISTA RODOLFO SPINOLA ESTÁ
SENDO VELADO NA FUNERÁRIA TERNURA ( ALDEOTA ),
ONDE ÀS 15:00 HORAS SERÁ CELEBRADA UMA MISSA
DE CORPO PRESENTE E LOGO DEPOIS O SEPULTAMENTO
NO CEMITÉRIO " JARDIM METROPOLITANO ".

sábado, 30 de outubro de 2010

MORRE O JORNALISTA RODOLFO SPINDOLA


RODOLFO SPINDOLA  - FOTO: BLOG DO ELIOMAR DE LIMA


" Vítima de infarte, morreu nesta tarde de sábado o jornalista Rodolfo Espínola (62). Assessor de imprensa da Secretaria Especial de Portos, Rodolfo vinha dirigindo seu carro em avenida do bairro Aldeota, quando teve problemas no coração e acabou abalroando contra um poste, segundo familiares. O corpo está no Instituto Médico Legal.

Uma perda para o jornalismo e para aqueles que apreciavam um Rodolfo pesquisador. Autor também de livros sobre a história portuária do Ceará, deixa muita saudade. Nossos Pesames à família."


 
FONTE: BLOG DO ELIOMAR DE LIMA
http://blog.opovo.com.br/blogdoeliomar/

O QUE ESTÁ ACONTECENDO NO BRASIL ????

VOLTA DA DITADURA, NÃO !!!!!



DEMOCRACIA

E

LIBERDADE DE EXPRESSÃO !!!



CENSURA, NÃO !!!



                           IMAGEM: http://zeoliveira.blogs.sapo.pt/arquivo/285268.html




" Veto a obra de Lobato considerada racista causa polêmica ."


" A obra é Caçadas de Pedrinho. Apesar de vetada como discriminatória pelo Conselho Nacional de Educação, o veto é desaconselhado pelos ministros da Educação e da Igualdade Racial."

" O ministro da Igualdade Racial, Eloi Ferreira de Araújo, discorda do veto à distribuição em escolas públicas do livro Caçadas de Pedrinho, de Monteiro Lobato (1882-1948), cuja primeira edição foi de 1933. A obra pertence ao ciclo do Sítio do Picapau Amarelo. A medida foi sugerida em parecer do Conselho Nacional de Educação (CNE) sob alegação de que a obra é racista.

O ministro concorda, por outro lado, com a sugestão do órgão de que seja inserida no livro uma nota crítica sobre o contexto em que ele foi escrito e defende que a medida seja estendida a todas as obras infantis que tenham o que considera o mesmo problema.

O parecer ainda tem de ser homologado pelo ministro da Educação, Fernando Haddad, para entrar em vigor. Ele não quis se pronunciar sobre o caso, porém apurou-se que deve discordar do veto ao livro. Mas pode aceitar a ideia da nota explicativa.

Para o ministro Araújo, essa nota deve ser redigida de forma a atrair a leitura da criança: “Se fizer um texto rebatendo, mas como uma bula de farmácia, quem lê?” Ele diz que concorda com o parecer quanto à avaliação de que há racismo nos livros de Lobato e afirma que uma leitura sem crítica acaba minando a autoestima das crianças negras.

Especialistas na obra do escritor discordam do parecer. Dizem que o tratamento do negro nela pode, justamente, servir de ponto de partida para debater o tema. “Aquele Brasil era outro. Há pessoas que fumam, matam onça, caçam passarinho, meninas que não vão à escola”, declarou Cilza Bignotto, professora de língua portuguesa da Faculdades de Campinas (Facamp) e autora de dissertação de doutorado sobre o autor pela Unicamp. “É bom para que os alunos entendam o Brasil em que vivem hoje”, acrescentou.

Cilza discorda tanto da supressão do livro nas escolas quanto na inserção de nota explicativa. Márcia Camargos, também especialista em Lobato, classifica como censura a iniciativa do CNE.

As normas sobre as relações raciais, citadas no parecer, “deveriam servir para incentivar o debate em sala de aula e não para encobrir temas tidos como delicados”, afirmou em nota a Editora Globo, que publica Caçadas de Pedrinho.

A Academia Brasileira de Letras (ABL) decidiu discutir o parecer do CNE na sua próxima reunião, na quinta-feira, para uma eventual manifestação sobre o tema."


(das agências de notícias)



FONTE: JORNAL O POVO
http://www.opovo.com.br/app/opovo/brasil/2010/10/30/noticiabrasiljornal,2058154/veto-a-obra-de-lobato-considerada-racista-causa-polemica.shtml



----------------------------------------------------------



falAÇÃO



O QUE ESTÁ ACONTECENDO
NO BRASIL ??????

O presidente atual ( LULA ), não quer " oposição ",
fez de tudo para " derrotar os inimigos " do Senado.
Estão criando um tal de " conselho de comunicação "
nos estados, é " regulação " na internet,
vetos, censuras...

É o Estado " intervindo "
na cultura, nos meios de comunicação...

É essa a " democracia " que querem adotar no Brasil ???

Estou preocupado, já coloquei minha " barba de molho "...

Além dessas " idéias ", existem outras
esperando o fim do 2º turno para serem divulgadas...

Vem aí um " pacotão " de medidas que vai
limitar a vontade dos brasileiros...


ATENÇÃO !!!!

NÃO VAMOS ACEITAR RETROCESSOS !!!!

QUEREMOS

DEMOCRACIA,

LIBERDADE DE EXPRESSÃO...

sexta-feira, 29 de outubro de 2010

CENSURA NÃO... LIBERDADE DE EXPRESSÃO NA INTERNET


IMAGEM:
http://portaldepaulinia.com.br/201005055935/Tecnologia-e-Games/Internet/a-internet-pode-sofrer-pane-hoje-5-de-maio-descubra-os-motivos.html






" Lula deixa pronto projeto que regula mídia eletrônica."



" O presidente Luiz Inácio Lula da Silva decidiu tocar adiante o polêmico projeto que cria o marco regulatório da comunicação eletrônica. Mas não o enviará ao Congresso. A ideia é entregá-lo ao próximo presidente, que toma posse no dia 1.º de janeiro. Este decidirá o que fazer. Desde agosto o ministro da Comunicação Social, Franklin Martins, tem dedicado boa parte de seu tempo a esse assunto. No início do mês ele viajou à Europa, para estudar a legislação que regulamenta a radiodifusão e as telecomunicações.

De acordo com Martins, esse marco regulatório, quando criado, “vai garantir a concorrência, a competição, a inovação tecnológica, o atendimento aos direitos da sociedade à informação”. Mas há uma grande desconfiança entre os profissionais de comunicação quanto a interesses já manifestados pelo governo de criar um controle social da mídia, o que significaria a censura à livre expressão.

Para o diretor-geral da Associação Brasileira de Rádio e Televisão (Abert), Luiz Roberto Antonik, o marco regulatório do Brasil, que é de 1962, precisa de ajustes, em função do surgimento de novas mídias digitais. Mas é preciso ter muito cuidado. “O que a Abert não concorda é com algumas propostas que, por qualquer razão, querem alterar ou influir no conteúdo jornalístico”, disse Antonik em entrevista ao jornal Estado de S. Paulo. “A Abert defende com muita veemência a liberdade de expressão, mas reconhece que ajustes precisam vir.” O diretor-geral da Abert citou dois exemplos: a TV foi digitalizada recentemente e é preciso disciplinar como se fará a descida do sinal digital do satélite para milhões de antenas parabólicas que existem Brasil afora, porque há muitos locais em que o sinal digital não chega.

Outro ponto muito importante, segundo Antonik, é disciplinar as novas mídias que estão aparecendo, como a internet. “O artigo 222 da Constituição diz que para explorar uma empresa jornalística é preciso que os brasileiros tenham pelo menos 70% do capital. E o legislador, quando estabeleceu esse porcentual, fez isso pensando nos conteúdos. E é preciso manter o conteúdo nas mãos dos brasileiros. Mas há empresas com 100% de capital estrangeiro que fazem jornalismo na internet. É preciso regular isso. Essa é uma questão crucial”, afirmou ele. “Isso é uma coisa. Outra é a defesa intransigente da independência do conteúdo pelos jornalistas.”

Seminário

Nos próximos dias 9 e 10 o governo pretende fazer em Brasília um seminário internacional sobre o marco regulatório da radiodifusão, comunicação social e telecomunicações. Na viagem que fez à Europa, Franklin Martins convidou representantes de agências reguladoras do setor a vir ao Brasil participar do seminário. A Unesco e a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) também foram convidadas.

De acordo com assessores, o presidente Lula não quer encerrar o segundo mandato sem marcar posição numa área que tanto criticou - e pela qual foi também criticado. No auge do escândalo envolvendo a ex-ministra Erenice Guerra (Casa Civil), investigada pela Polícia Federal por tráfico de influência na pasta que dirigia, Lula chegou a dizer que a liberdade de imprensa não pode ser usada “para inventar coisas o dia inteiro”."



FONTE: JORNAL O ESTADO
http://www.oestadoce.com.br/?acao=noticias&subacao=ler_noticia&cadernoID=14&noticiaID=36392

" A IGREJA CATÓLICA, NA ATUALIDADE, É A MAIS PERSEGUIDA "...





IMAGEM: http://www.ruadireita.com/outros/info/o-imprescindivel-papel-da-mulher-na-igreja-catolica/



" Um comentário de Janaina Paschoal, professora de Direito Penal da USP "


" Recebi o seguinte comentário da professora Janaina Conceição Paschoal. Volto em seguida: "

" Caro Reinaldo,

Sou advogada e professora de Direito Penal na USP. Quando da apreensão dos folhetos contrários ao aborto, revi toda a legislação eleitoral e posso AFIRMAR categoricamente que não há qualquer dispositivo que justifique a censura sofrida pelos católicos. Também nada justifica a intervenção da Polícia Federal, ou de qualquer órgão ligado à Justiça Penal. Quando das apreensões, cheguei a enviar e-mails para alguns jornais, dando meu humilde parecer nesse sentido, mas não obtive resposta. Desenvolvi, na Faculdade, em sede de pós- graduação, a disciplina Direito Penal e Religião. Chegamos à conclusão de que os “intelectuais” confundem Estado laico com Estado ATEU. E, em termos de censura, a Igreja católica, na atualidade, é a mais perseguida. Falo isso com tranquilidade, até por não ser católica. Neste país, temos liberdade de falar, desde que seja para concordar. Simples assim. Parabéns pelo excelente trabalho que tem feito ao Brasil. Logo mais, estarei no Largo São Francisco (do lado de fora, conforme manda a lei) para engrossar a caminhada a favor de Serra e contra tudo o que a opositora representa de atraso e ilegalidade. Abraço grande, Janaina Paschoal.


Comento

Eis aí, meus caros! Os petralhas jamais entenderão qual é a minha real fonte de satisfação nesse trabalho. Eles pensam que quero ganhar eleições. Mas eu não disputo nada. Eu só busco clareza. Essa é a minha vitória. Quanto às eleições, vamos ver.


Por Reinaldo Azevedo
 
 
FONTE:  BLOG DO REINALDO AZEVEDO
http://veja.abril.com.br/blog/reinaldo/

quinta-feira, 28 de outubro de 2010

BENTO XVI, IGREJA, ABORTO, VOTO

IMAGEM:
http://www.diocesedebraganca.com/site2/home/noticias/100-obama-jobs-news-modestly-encouraging.html


" Bento XVI entra na eleição 2010 "


Por Alberto Porem Jr.


" segundo o Estadão:Papa condena aborto e pede a bispos do Brasil que orientem politicamente fiéis"

" Bento XVI afirmou que católicos devem 'usar o próprio voto para a promoção do bem comum "


" SÃO PAULO - Em reunião em Roma na manhã desta quinta-feira, 28, o papa Bento XVI conclamou um grupo de bispos brasileiros a orientar politicamente fiéis católicos. Sem citar especificamente as eleições de domingo, o papa reforçou a posição da Igreja a respeito do aborto e recomendou a defesa de símbolos religiosos em ambientes públicos. "Quando projetos políticos contemplam aberta ou veladamente a descriminalização do aborto, os pastores devem lembrar os cidadãos o direito de usar o próprio voto para a promoção do bem comum", disse.

Vejamos o que lamentavelmente disse Bento XVI:

" O vosso dever como Bispos junto com o vosso clero é mediato, enquanto vos compete contribuir para a purificação da razão e o despertar das forças morais necessárias para a construção de uma sociedade justa e fraterna. Quando, porém, os direitos fundamentais da pessoa ou a salvação das almas o exigirem, os pastores têm o grave dever de emitir um juízo moral, mesmo em matérias políticas (cf. GS, 76).

Quando os projetos políticos contemplam, aberta ou veladamente, a descriminalização do aborto ou da eutanásia, o ideal democrático - que só é verdadeiramente tal quando reconhece e tutela a dignidade de toda a pessoa humana - é atraiçoado nas suas bases (cf. Evangelium vita, 74). Portanto, caros Irmãos no episcopado, ao defender a vida não devemos temer a oposição e a impopularidade, recusando qualquer compromisso e ambiguidade que nos conformem com a mentalidade deste mundo" (ibidem, 82).

Isto significa também que em determinadas ocasiões, os pastores devem mesmo lembrar a todos os cidadãos o direito, que é também um dever, de usar livremente o próprio voto para a promoção do bem comum (cf. GS, 75).

Só respeitando, promovendo e ensinando incansavelmente a natureza transcendente da pessoa humana é que uma sociedade pode ser construída. Assim, Deus deve "encontrar lugar também na esfera pública, nomeadamente nas dimensões cultural, social, econômica e particularmente política" (Caritas in veritate, 56). Por isso, amados Irmãos, uno a minha voz à vossa num vivo apelo a favor da educação religiosa, e mais concretamente do ensino confessional e plural da religião, na escola pública do Estado."


COMENTO: Palavra do papa pesa e muito principalmente se for lida nas missas dominicais. "




FONTE: BLOG DO LUIS NASSIF ONLINE
http://www.advivo.com.br/blog/luisnassif/bento-xvi-entra-na-eleicao-2010

CONVITE - VAMOS PRESTIGIAR A LITERATURA CEARENSE

quarta-feira, 27 de outubro de 2010

PADRE HAROLDO DIZ QUE APOIAR DILMA " REPRESENTA ATRASO "




PADRE HAROLDO E AURIBERTO CAVALCANTE


" Padre Haroldo critica João Alfredo e diz que apoio a Dilma é atraso."

" Tem gente revoltada com a postura de alguns membros do PSOL do Ceará que, assim como o vereador João Alfredo, decidiram anunciar voto pró-Dilma Rousseff nas eleições presidenciais. Trata-se do padre Haroldo Coelho.

“Na condição de membro desse partido que surgiu por discordar dos desmandos do PT, não posso ficar calado. Apoiar Dilma é abrir as pernas para tudo o que representa de atraso. Apoiar uma candidata respaldada por um bando de ficha suja é dose”, desabafou para o Blog o religioso.

Padre Haroldo adiantou que o PSOL marcou posição de neutralidade, no que deveria ter o aval de todos da legenda, incluindo o “destemido” João Alfredo. ”Respeito a hstória político do companheiro João Alfredo, mas o vejo equivocado. Não podemos respaldar o PT, uma legenda que faz todo tipo de acordo e com gente envolvida em corrupção”, disse, completando:

“Respeito a postura de companheiros como João Alfredo, mas lamento o fato e cosidero apoio ao PT uma vergonha. Temos que ter neutralidade”."



FONTE: BLOG DO ELIOMAR DE LIMA
http://blog.opovo.com.br/blogdoeliomar/

COITADO DO PO(L)VO

CHARGE: SINFRÔNIO - DIÁRIO DO NORDESTE

                                                     http://diariodonordeste.globo.com/

BRASILEIROS JÁ PAGARAM MAIS DE 1 TRILHÃO EM IMPOSTOS


        IMAGEM: http://jonasmelloradialista.blogspot.com/2010/07/brasileiro-ja-pagou-o-equivalente-13.html


falAÇÃO

O POVO BRASILEIRO JÁ PAGOU,
 ATÉ OUTUBRO DE 2010,
MAIS DE 1 TRILHÃO
EM IMPOSTOS...
O BRASIL TEM UMA
CARGA TRIBUTÁRIA DESUMANA.
SE TODO ESSE DINHEIRO
FOSSE INVESTIDO
EM EDUCAÇÃO, SAÚDE,
SEGURANÇA,
NOSSO PAÍS SERIA
UMA MARAVILHA...

QUEM PRIVATIZOU O QUÊ ?????????? OU O PRÉ-SAL É NOSSO !!!!







" Ex-diretor da Petrobras no governo Lula desmente Dilma sobre concessões e diz que ela permitiu privatização no pré-sal."


" Escrevi ontem um texto sobre as mentiras que a campanha do PT conta sobre a Petrobras, com a ajuda deste incrível José Sérgio Gabrielli, militante do partido que também preside a empresa de vez em quando. Agora leiam o que segue:"

Por Leila Suwwan, no Globo Online:

" Alçada ao centro do debate eleitoral, a ameaça de “privatização” do petroléo já é uma realidade, na opinião de Ildo Sauer, ex-diretor da estatal (2003-2007). Segundo ele, o modelo de concessões criado no governo Fernando Henrique Cardoso (PSDB) foi ampliado pelo governo Luiz Inácio Lula da Silva (PT). E mais grave: os leilões ocorreram mesmo depois da descoberta do pré-sal - o chamado “filé mignon” das reservas brasileiras - e abrangeram blocos conhecidamente promissores, como o arco do Cabo Frio.

Sauer sustenta que a candidata Dilma Rousseff, ex-presidente do Conselho de Administração da Petrobras, tinha conhecimento do que ocorria e foi conivente com o favorecimento de pelo menos uma empresa privada, a OGX, do empresário Eike Batista, que recrutou executivos estratégicos da Petrobras meses antes do leilão de 2007 (9ª rodada).

Veja a seguir os principais trechos da entrevista.

O GLOBO: Por que o sr. afirma que foi feita uma privatização do petróleo, inclusive do pré-sal?

ILDO SAUER - Em 2006, a ANP e o governo - o presidente da República e a chefe da Casa Civil e presidente do Conselho de Administração da Petrobras - foram avisados de que a Petrobras, depois de muitos anos de estudo, resolveu furar o sal. Tínhamos feito um poço em Tupi que não encontrou petróleo até o sal, um fracasso. Mas era o lugar ideal para fazer o teste e saber se o pré-sal existe ou não existe. Em julho, furaram e encontraram o petróleo. Portanto, em julho, a especulação de mais de duas décadas estava confirmada. O governo foi avisado. E a ANP foi avisada, conforme manda a lei. O que faltava era dimensionar a reserva. O conselho de todos os técnicos da Petrobras e dirigentes que tinham acesso ao governo, sindicalistas e o grupo de engenharia do Rio de Janeiro pediram para suspender todos os leilões. No entanto, em 2006 o leilão não só foi mantido como limitava, na oitava rodada, a quantidade de blocos que a Petrobras poderia comprar. Dos 280 blocos que iam a leilão, a Petrobras poderia comprar menos de 60.

O GLOBO: Por que limitar?

SAUER - A ANP arbitrariamente resolveu fazer isso. com apoio do governo porque dizia que era contra o retorno do monopólio da Petrobras. Como era discriminatório contra a Petrobras, houve ação judicial e teve ganho de causa, uma liminar de suspensão do leilão. O leilão já tinha vendido alguns blocos sobre o pré-sal, um deles para a empresa estatal italiana, quando foi bloqueado. Até hoje não terminou. Isso foi em 2006. O ministro Lobão volta e meia ameaçava retomar o leilão, mesmo sabendo que a maior parte dos blocos dessa oitava rodada estavam sobre o pré-sal.

O GLOBO: Por quê?

SAUER - Ele que tem que explicar. Porque tudo isso contradiz o discurso que faz agora a então ministra da Casa Civil e então presidente do conselho da Petrobras. Naquele tempo ela agia na outra direção, de acelerar a entrega do petróleo, fazer leilão e concordava com a redução da participação da Petrobras. Parecem duas pessoas completamente distintas. Eu fazia duas perguntas naquele momento: ou eles não entendiam a dimensão do que estava em jogo ou a ANP e a Casa Civil - o que é grave - entenderam e mesmo assim insistiram em entregar o petróleo.

O GLOBO: E o que aconteceu na nona rodada, em 2007?

SAUER - Entramos com força, imploramos para suspender o leilão. Mantiveram. Tudo que fizeram foi retirar 41 blocos premiados. Novamente, o que me deixa perplexo é que, sabendo que o pré-sal era verdadeiro, já confirmados os campos de Tupi, Cacharel e Pirambu, mesmo assim fizeram o leilão de 2007. Diziam que iriam leiloar fora do pré-sal. Mas leiloaram a franja do pré-sal, em 10 blocos. Uma empresa, que foi criada em 2007, que arrancou de dentro da Petrobras o dirigente máximo da área de exploração, que era o gerente-executivo Paulo Mendonça, com toda sua equipe. Ele saiu de lá a peso de ouro e foi trabalhar para investidor privado que, por sua vez, foi assessorado por ex-integrantes do governo anterior e do atual, pagos a título de “consultoria”.

O GLOBO: Mas não houve quarentena?

SAUER - Nos negócios normais do capitalismo, quando uma empresa subtrai de outra núcleos estratégicos do conhecimento, as pessoas ficam impedidas de trabalhar, em quarentena técnica ou legal. Neste caso, a presidenta do Conselho de Administração da Petrobras, sabendo que o núcleo estratégico foi retirado, não fez nada e ainda manteve o leilão. Recrutaram a equipe em meados de 2007 e, em novembro, compraram os blocos. Em julho do ano seguinte, venderam 38% de seu capital por R$ 6,7 bilhões. E, desde ano passado, vem anunciando descobertas, confirmando tudo aquilo que nós já dizíamos sobre aquelas áreas, que eram promissoras. Já anunciaram de 2,6 a 5,5 bilhões de barris. Em valor de mercado, em torno de R$ 50 a R$ 80 bilhões, valor maior que a capitalização da Petrobras. Fora esses barris entregues ao Eike Batista, há tantos outros entregues durante os anos. O governo Lula leiloou mais blocos sobre o pré-sal e verteu por mais tempo o modelo inventado pelo FH do que o FH. FH começou a leiloar em 2000, fez 4 rodadas. Lula leiloou 6, dos quais cinco tinham blocos sobre o pré-sal.

O GLOBO: Ou seja, eram blocos que abrangiam áreas onde depois foi confirmado o pré-sal?

SAUER - Em 2006 e 2007 eles continuaram fazendo de conta que era pós-sal, mas já sabiam que o pré-sal estava lá. E o governo sabia sim. Em 10 de julho de 2007 é a comunicação formal, carimbada e juramentada de que o sal foi furado e o petróleo foi encontrado. Mas, politicamente, eu sei que o presidente da Petrobras, meu colega, porque fui diretor também, comunicou tanto a presidenta do conselho quanto o presidente da República. Minha perplexidade desde então está baseada na entrega do petróleo do Arco do Cabo Frio. Foi um dos maiores enriquecimentos individuais da história do capitalismo. Agora, o detentor desse patrimônio ainda é visto como figura benemérita ao fazer filantropia, por exemplo, comprando em leilão o terno de posse do presidente da República. Para quem ganhou tantos bilhões tão facilmente, é uma migalha. Por isso eu tomei a peito, mesmo correndo todos os riscos, de contar essa história publicamente, para que isso seja debatido antes das eleições.

O GLOBO: O que Dilma argumentava para manter esses leilões?

SAUER - Ela não dizia nada porque não dava explicação, apenas mandava. Em algumas reuniões, ela costumava dizer que a Petrobras tentava enganar o presidente. Era frase costumeira dela: “Presidente, a Petrobras está te enganando, não acredite na Petrobras. A Petrobras pensa primeiro nela e depois no povo brasileiro”. Agora, eu espero que ela tenha se convertido para sempre e, se for eleita, não tenha uma recaída.


O GLOBO: O sr. teme ser acusado de estar participando de uma manobra eleitoral?

SAUER - Eu não estou fazendo campanha, estou relatando fatos e quero explicações. Minha contribuição é para cobrar dos dois candidatos uma explicação sobre o que fizeram no passado e um compromisso de transparência e ética. Durante a transição, entre FH e Lula, houve a promessa de que os leilões seriam suspensos e o modelo seria revisto. Não foi até agora e o governo exerceu muito mais o modelo. O modelo novo proposto também não serve porque apenas obriga a Petrobras a ser operadora, o que reduz o risco para os outros e a coloca a serviço do capital estrangeiro. No projeto proposto, quem decide quanto petróleo vai ser leiloado e quando, além da participação da Petrobras, é o Conselho Nacional de Política Energética, inteiramente nomeado pelo presidente. Ou seja, em última instância, a decisão é do presidente.


Comento

Acho a entrevista importante porque se tem aí a comprovação de que a petista Dilma Rousseff não falou a verdade no debate e de que a campanha do PT tem mentido de maneira sistemática. Mas considero uma bobagem, quero deixar bem claro, essa conversa de que “concessão” corresponde a privatização. Já escrevi isso aqui. Na verdade, sou um defensor entusiasmado do modelo, que levou o Brasil perto da auto-suficiência em petróleo."



Por Reinaldo Azevedo
 
FONTE:  BLOG DO REINALDO AZEVEDO
http://veja.abril.com.br/blog/reinaldo/geral/ex-diretor-da-petrobras-no-governo-lula-afirma-desmente-dilma-sobre-concessoes-e-diz-que-ela-permitiu-privatizacao-no-pre-sal/

CASA CIVIL DO PLANALTO: LABORATÓRIO DO PT ???????







" Um balcão de negócios na Casa Civil (Editorial) ."


" A Casa Civil não é qualquer ministério. A proximidade com o presidente da República, a visão geral da administração e o volume de informações estratégicas que detém fazem da Pasta um posto-chave na República. Não foi sem motivos que o presidente Lula encontrou na Casa Civil sua candidata.
O poder da Pasta amplifica a gravidade dos descalabros verificados por lá no entorno de Erenice Guerra, e que se tornam mais claros com o depoimento prestado pela ex-ministra, segunda-feira, à Polícia Federal, no inquérito aberto para apurar as denúncias de tráfico de influência praticado no ministério, cujo desfecho foi a saída da sucessora de Dilma Rousseff do cargo.
Chega a ser chocante o contraste entre a Casa Civil sob a influência da família Guerra e o ministério dos tempos de Leitão de Abreu, no governo Médici, ou de Golbery do Couto e Silva, artífice, com o presidente Geisel, da abertura política. Não se poderia imaginar que no futuro o ministério abrigaria uma oficina de criação de dificuldades, ao lado de um guichê de venda de facilidades.
Ao mudar a versão oficial de que jamais se encontrara com cliente do escritório de lobby do filho Israel Guerra, Erenice reforçou a veracidade das denúncias contra o clã familiar e ela própria.
No depoimento, a ex-ministra confirmou ter mantido contato com Rubnei Quícoli, representante de uma empresa paulista interessada em obter financiamento no BNDES para um projeto de energia solar no Nordeste. Para isso, Quícoli contratou os serviços da Capital Assessoria, firma de lobby de Israel e Vinícius Castro, assessor da ministra Erenice. E Quícoli, confirma-se agora, foi recebido pela ministra.
É lícito especular que no preço cobrado pela Capital estivesse embutido esse encontro.
Idêntico enredo envolve Fábio Baracat, outro lobista de empresas privadas, cliente da firma do filho e do assessor da ministra, contratada para facilitar a vida da MTA, empresa de transporte aéreo de carga, junto à Anac e aos Correios, estatal sob a área de influência da mãe de Israel. Com Baracat, Erenice teve dois encontros, segundo depôs à PF.
O escândalo, independentemente da eleição de domingo, encerra uma lição ao PT, partido em que política e negócios costumam se misturar de forma perigosa.
No primeiro governo Lula, quando no gabinete que seria ocupado por Dilma e Erenice despachava o todo poderoso José Dirceu, houve o caso do mensalão, outro produto dessa confusão entre empresas e partido.
Algum tempo depois, o deputado federal Dirceu foi defenestrado, cassado e virou “chefe da organização criminosa” do mensalão, no processo em tramitação no STF.
Há, ainda, um amplo campo em que o braço do PT no mundo sindical, a CUT, convive com negócios bilionários, por participar da gestão de grandes fundos de pensão de estatais (Petros, Previ, os dois maiores exemplos).
Novamente, política e cifrões se embaralham, e — como demonstram as histórias de Dirceu e Erenice, cada uma com suas características — não se trata de uma combinação saudável.
Às vésperas da eleição do futuro presidente da República, pensar em como separar o máximo possível esses dois mundos é um dever de casa providencial para autoridades que assumirão em janeiro."




FONTE:  BLOG DO NOBLAT
http://oglobo.globo.com/pais/noblat/posts/2010/10/27/um-balcao-de-negocios-na-casa-civil-editorial-335831.asp

" VOTAÇÃO SOBRE PPP DO CASTELÃO ACABA EM BRIGA NO TCE "

ESTÁDIO CASTELÃO - FORTALEZA - CEARÁ




                                    FOTO: O POVO



" O presidente da Corte negou vistas do processo ao Ministério Público. Caso volta à pauta na semana que vem."
" CompartilharEnviarImprimirCorrigir-+Mudar tamanhoO plenário do Tribunal de Contas do Ceará (TCE) transformou-se, mais uma vez, em campo de batalha para os membros da Corte – como tem sido comum, nos últimos meses.
Ontem, durante a sessão em que seria votado processo envolvendo a Parceria Público-Privada (PPP) para reforma do estádio Castelão, em Fortaleza, houve bate-boca quando o presidente do Tribunal, Teodorico Menezes, impediu o Ministério Público de Contas de pedir vistas do processo.
De acordo com relatos, no meio da confusão, Teodorico chegou a “demitir” o procurador que havia solicitado a análise, Gleydson Antônio Pinheiro Alexandre, que tem estabilidade na Corte.
O processo em discussão se refere a denúncias do deputado estadual Heitor Férrer (PDT) e do Instituto de Transparência do Ceará sobre supostas irregularidades na licitação.
Após a leitura do voto do relator Edilberto Pontes Lima, que se manifestou a favor do arquivamento das acusações, Gleydson requisitou vistas. O presidente do TCE, no entanto, alegou que o pedido fora feito tarde demais.
Ao O POVO, ontem à noite, Teodorico afirmou que a Lei 13.720 aponta que a intervenção do Ministério Público só pode ser feita antes do início do julgamento.
A informação, no entanto, esbarra em regras impostas pelo próprio regimento interno do TCE, vigente desde 2007. De acordo com o documento, é possível pedir vistas mesmo após a leitura do voto do relator. Questionado pelo O POVO sobre esse ponto, Teodorico contestou: “Tá errado. O que vale é a lei. Se for preciso, vamos ter de mudar o regimento”.
Perguntado sobre a importância da análise do Ministério Público sobre as denúncias, que envolvem a lisura da licitação, o presidente destacou que, caso demore a ser votado, o processo pode atrapalhar as obras para Copa do Mundo de 2014 em Fortaleza, prejudicando o Município.
“O Tribunal está sendo cobrado pela sociedade diariamente. Por birra, o Ministério Público pediu vistas”, avaliou. Teodorico também negou que tenha “demitido” o procurador. “Ele que se levantou, abandonou o recinto”, relatou o chefe do TCE.

Continua

A sessão de ontem teve de ser suspensa por causa do mal-estar. O processo voltará à pauta na próxima quarta-feira, quando o pleno do Tribunal se reúne novamente.
Procurado pelo O POVO, Gleydson Alexandre disse que, no momento, prefere não se pronunciar sobre o caso. Ele também não quis dar detalhes sobre a discussão."



Hébely Rebouças
hebely@opovo.com.br



FONTE - JORNAL O POVO
http://www.opovo.com.br/app/opovo/pagina-2/2010/10/27/noticiapaginasazuisjornal,2057072/votacao-sobre-ppp-do-castelao-acaba-em-briga-no-tce.shtml

terça-feira, 26 de outubro de 2010

POESIA CEARENSE: AURIBERTO CAVALCANTE






DECISÃO



Enquanto
no meu país
existir
fome
desemprego
homens sem terras
corrupção
exploração do homem
pelo homem
meu poema
será de combate
cada verso guerrilheiro
empunhará na consciência
do meu povo
o fuzil
da resistência
a bandeira da liberdade.


AURIBERTO CAVALCANTE

IN: " BERROS "
PÁG. 12

POESIA CEARENSE: AURIBERTO CAVALCANTE






SAINDO DO PORÃO



As algemas enferrujadas
se quebrarão.

As mordaças podres
se rasgarão.

Todas as vozes
se erguirão.

O povo
sairá
do
porão.


AURIBERTO CAVALCANTE
IN: " TOME CINCO CAMARADA " - ANTOLOGIA DO GRUPO CHOCALHO E ARTE-PRO
PÁG. 15

IMPORTANTE !!!!!


REPASSANDO...




" Pessoal espero que vcs passem isso! Lembrem-se já dizia um pensador conhecimento é poder! Abraço a todos! "


" IMPORTANTE :


1. Quem quiser tirar uma cópia da certidão de nascimento, ou de casamento, não precisa mais ir até um cartório, pegar senha e esperar um tempão na fila.

O cartório eletrônico, já está no ar! www.cartorio24horas .com.br

Nele você resolve essas (e outras) burocracias, 24 horas por dia, on-line. Cópias de certidões de óbitos, imóveis, e protestos também podem ser solicitados pela internet.

Para pagar é preciso imprimir um boleto bancário. Depois, o documento chega por Sedex.

Passe para todo mundo, que este é um serviço da maior importância.

2. DIVULGUE. É IMPORTANTE: AUXÍLIO À LISTA

Telefone 102... não!

Agora é: 08002800102

Vejam só como não somos avisados das coisas que realmente são

importantes. ..

NA CONSULTA AO 102, PAGAMOS R$ 1,20 PELO SERVIÇO.

SÓ QUE A TELEFÔNICA NÃO AVISA QUE EXISTE UM SERVIÇO

VERDADEIRAMENTE GRATUITO.

Não custa divulgar para mais gente ficar sabendo.

3. Importante:

Documentos roubados - BO (boletim de occorrência) dá gratuidade - Lei 3.051/98 - VOCÊ SABIA???

Acho que grande parte da população não sabe, é que a Lei 3.051/98 que nos dá o direito de em caso de roubo ou furto (mediante a apresentação do Boletim de Ocorrência), gratuidade na emissão da 2ª via de tais documentos como:

Habilitação (R$ 42,97);
Identidade (R$ 32,65);
Licenciamento Anual de Veículo (R$ 34,11).


Para conseguir a gratuidade, basta levar uma cópia (não precisa ser autenticada) do Boletim de Ocorrência e o original ao Detran p/ Habilitaçãoe Licenciamento e outra cópia à um posto do IFP..



Gostaria, se possível, que cada um não guardasse a informação só para si. "

segunda-feira, 25 de outubro de 2010

" OAB NACIONAL CRITICA A CRIAÇÃO DE CONSELHOS DE COMUNICAÇÃO "



“A iniciativa de estados de propor a criação de conselhos de comunicação para regulamentar a atuação da mídia foi criticada hoje pela Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). O presidente nacional da entidade, Ophir Cavalcante, disse que a decisão contraria a Constituição. Segundo ele, é uma forma de limitar a liberdade de imprensa no país.
O Ceará foi o primeiro estado a tomar a iniciativa. Na semana passada, a Assembleia Legislativa cearense aprovou a criação de um conselho, vinculado à Casa Civil, com a função de “orientar”, “fiscalizar”, “monitorar” e “produzir relatórios” sobre a atividade dos meios de comunicação, em suas diversas modalidades. A Bahia, o Piauí, Alagoas e São Paulo também estudam a proposta.
A criação dos conselhos foi uma recomendação da Conferência Nacional de Comunicação (Confecom), que ocorreu no final de 2009. Para os defensores da proposta, os conselhos funcionarão para impedir que ocorra manipulação de setores econômicos e que a sociedade seja prejudicada.
“Não podemos tolerar iniciativas que, ainda que de forma disfarçada, tenham como objetivo restringir a liberdade de imprensa. A OAB vai ter um papel crítico e ativo no sentido de ajuizar ações diretas de inconstitucionalidade contra a criação desses conselhos”, afirmou Ophir.
Para OAB, a criação de conselhos estaduais é um fato “extremamente preocupante”. “Isso aparenta ser um movimento concertado entre vários líderes políticos com o intuito de restringir o papel da imprensa”, disse Ophir.
Em Alagoas, há uma proposta em análise que transforma o conselho consultivo em deliberativo. No Piauí, existe a ideia de instituir o órgão para acompanhar o cumprimento das regras de radiodifusão. Na Bahia, o objetivo é vincular o conselho à Secretaria de Comunicação Social do Estado. Em São Paulo, está em tramitação uma proposta semelhante à aprovada no Ceará.”


(Agência Brasil)

FONTE: BLOG DO ELIOMAR DE LIMA
http://blog.opovo.com.br/blogdoeliomar/

BERTOLD BRECHT



O Analfabeto Político


                                              Bertold Brecht


O pior analfabeto
É o analfabeto político,
Ele não ouve, não fala,
nem participa dos acontecimentos políticos.

Ele não sabe que o custo de vida,
o preço do feijão, do peixe, da farinha,
do aluguel, do sapato e do remédio
dependem das decisões políticas.

O analfabeto político
é tão burro que se orgulha
e estufa o peito dizendo
que odeia a política.

Não sabe o imbecil que,
da sua ignorância política
nasce a prostituta, o menor abandonado,
e o pior de todos os bandidos,
que é o político vigarista,
pilantra, corrupto e o lacaio
das empresas nacionais e multinacionais.


BERTOLD BRECHT




" Escritor e dramaturgo alemão. Adere desde muito cedo ao expressionismo e vê-se obrigado a fugir da Alemanha em 1933, após escrever a Lenda do Soldado Morto, obra pacifista que provoca a sua perseguição pelos nazis. Ao iniciar-se a Segunda Guerra Mundial começa uma longa peregrinação por diversos países. Em 1947, perseguido pelo seu comunismo militante, vai para os Estados Unidos. A partir de 1949, e até à sua morte, dirige na Alemanha Oriental uma companhia teatral chamada do Berliner Ensemble.
A produção teatral de Brecht é abundante. No conjunto das suas obras tenta lançar um olhar lúcido sobre o mundo moderno. Na Ópera de Três Vinténs dirige o seu olhar crítico para a organização social. Na intenção de actualizar o teatro épico, escreve uma série de obras em que recorre às canções e aos cartazes explicativos: Ascensão e Queda da Cidade de Mahagonny, Santa Joana dos Matadores, O Terror e a Miséria no Terceiro Reich, Der Aufhaltsame Aufstieg des Arturo Ui. Em O Senhor Puntila e o Seu Criado Matti e em A Boa Alma de Sé-Chuão recorre às parábolas do teatro oriental. Em Vida de Galileu, obra que não deixa de aperfeiçoar desde a sua primeira redacção, Brecht centra-se no papel e na responsabilidade do intelectual.
Bertolt Brecht é, além de dramaturgo, um importante teórico teatral. Nos seus Estudos sobre Teatro expõe a sua concepção cénica, baseada na necessidade de estabelecer uma distância entre o espectador e os personagens, a fim de que o ponto de vista crítico do autor desperte no espectador uma tomada de consciência. Destaca-se também na poesia, de forte conteúdo social. "


" Há homens que lutam um dia, e são bons;
Há outros que lutam um ano, e são melhores;
Há aqueles que lutam muitos anos, e são muito bons;
Porém há os que lutam toda a vida
Estes são os imprescindíveis."

.........................


" Do rio que tudo arrasta se
diz que é violento
Mas ninguém diz violentas as
margens que o comprimem."

........................

" O Vosso tanque General, é um carro forte
Derruba uma floresta esmaga cem
Homens,
Mas tem um defeito
- Precisa de um motorista

O vosso bombardeiro, general
É poderoso:
Voa mais depressa que a tempestade
E transporta mais carga que um elefante
Mas tem um defeito
- Precisa de um piloto.

O homem, meu general, é muito útil:
Sabe voar, e sabe matar
Mas tem um defeito
- Sabe pensar."


BERTOLD BRECHT



.......................................

 
 
FONTE: BLOG REVOLUÇÃO UTOPIA
http://revolucaoutopia.blogspot.com/

" POPULAR, SIM. GRANDE, NÃO ! "

FOTO: BLOG DO RICARDO NOBLAT




Por Ricardo Noblat - 25.10.2010



" Popular, sim. Grande, não! "


" Bolinha de papel, rolo de fita crepe, pano de bandeira, chumaço de algodão - nada pode ser usado de forma hostil para atingir alguém sob pena de tal ato configurar uma agressão.
O que militantes do PT foram fazer no calçadão de Campo Grande, no Rio de Janeiro, quando o candidato José Serra (PSDB) esteve por lá na tarde da última quarta-feira em busca de votos?
Não foram saudá-lo democraticamente. A tal ponto de civilidade não chegaremos tão cedo.
Aos berros, munidos de bandeiras e dispostos a tudo, tentaram impedir que o candidato e seus correligionários exercessem o direito de ir e de vir, e também o de se manifestar, ambos assegurados pela Constituição.
O PT tem uma longa e suja folha corrida marcada por esse tipo de comportamento violento, autoritário e reprovável, que deita sólidas raízes em suas origens sindicais.
A força bruta foi empregada muitas vezes para garantir a ocupação ou o esvaziamento de fábricas. E também para se contrapor à força bruta aplicada pelo regime militar na época em que o PT era apenas uma generosa idéia.
Para chegar ao poder, o PT sentiu-se obrigado a ficar parecido com os demais partidos – para o bem ou para o mal. Mas parte de sua militância e dos seus líderes não abdicou até hoje de métodos e de práticas que forjaram sua personalidade. É uma pena. E um sinal de atraso.
Uma vez no poder, vale tudo para permanecer ali.
Vale o presidente da República escolher sozinho a candidata do seu partido.
Vale ignorar a Constituição e deflagrar a campanha antes da data prevista.
Vale debochar da Justiça.
Vale socorrer-se sem pudor da máquina pública para fins que contrariam as leis.
Vale intimidar a Polícia Federal para que retarde investigações que possam lhe causar embaraços. E vale orientá-la para que vaze informações manipuladas capazes de provocar danos pesados a adversários.
No ocaso do primeiro turno, pouco antes de Dilma se enrolar na bandeira nacional e posar para a capa de uma revista como presidente eleita, a soberba de Lula extrapolou todos os limites.
Ele foi a Juiz de Fora e advertiu os mineiros: seria melhor para eles elegerem um governador do mesmo grupo político de Dilma.
Foi a Santa Catarina e pregou irado a pura e simples extirpação do DEM.
Foi a São Paulo, investiu contra a imprensa e proclamou com os olhos injetados: "A opinião pública somos nós".
O mais sabujo dos auxiliares de Lula reconhece sob o anonimato que o ataque de fúria do seu chefe contribuiu para forçar a realização do segundo turno.
Não haverá terceiro turno.
Se desta vez as pesquisas estiverem menos erradas, Dilma deverá se eleger no próximo domingo – e até com uma certa folga.
Mas a eleição ainda não acabou, meus senhores. A história está repleta de casos onde um passo em falso, um gesto impensado ou uma surpresa põe tudo a perder.
O que disse Lula a respeito do episódio do Rio protagonizado por Serra e por militantes do PT só confirma uma vez mais o quanto ele é menor - muito menor - do que a cadeira que ocupa há quase oito anos.
Lula foi sarcástico quando deveria ter sido solidário com Serra, de resto seu amigo de longa data.
Foi tolerante e cúmplice da desordem quando deveria tê-la condenado com veemência.
Foi cabo eleitoral de Dilma quando deveria ter sido presidente da República no exercício pleno da função.
Sua popularidade poderá seguir batendo novos recordes -e daí? Não é disso que se trata.
Popularidade é uma coisa passageira. Grandeza, não. É algo perene. Que sobrevive à morte de quem a ostentou.
Tiririca é popular. Nem por isso deve passar à História como um político de grandeza.
No seu tempo, Fernando Collor e José Sarney, aliados de Lula, desfrutaram de curtos períodos de intensa popularidade. Tancredo Neves foi grande, popular, não.
Grandeza tem a ver com caráter, nobreza de ânimo, sentimento, generosidade. Tudo o que falta a Lula desde que decidiu eleger Dilma a qualquer preço."


FONTE: BLOG DO RICARDO NOBLAT
http://oglobo.globo.com/pais/noblat/

" THE ECONOMIST RECOMENDA JOSÉ SERRA "

IMAGEM: BLOG DO ARI CUNHA

" A revista The Economist, traz reportagem em que analisa a campanha eleitoral brasileira. Depois de comparar características de Dilma Rousseff e José Serra, a revista conclui: “Depois de oito anos sob o comando do PT, o Brasil se beneficiaria de uma mudança no poder”.

Para The Economist, Serra seria um melhor presidente da República porque sua trajetória mostra que é mais capaz de adotar cortes de gastos desnecessários e de eliminar o déficit fiscal.

Para a revista, o PT se revelou um defensor de um estado com papel forte na economia, que não hesita em autorizar empréstimos públicos para criar campeões nacionais em grandes negócios. “É difícil imaginar Dilma e o PT colocando um ponto final nos gastos públicos”, diz o artigo.

Depois de afirmar que Dilma não merece vencer apenas porque Lula a escolheu como sucessora, a revista lista outras duas razões “pelas quais os brasileiros fariam melhor se votassem em Serra”.

“Em primeiro lugar, Dilma Rousseff não é Lula. Ela não tem os extraordinários dons políticos dele e, talvez, nem o inato pragmatismo”, afirma a revista. “Em segundo lugar, embora nenhum partido brasileiro tenha o monopólio quando o assunto é corrupção, há inúmeros indícios de que o PT está bastante confortável no poder.”

 
 
BLOG DO ARI CUNHA
http://www.dzai.com.br/aricunha/blog/aricunha

" VIÚVA DE CHICO MENDES RECEBE AMEAÇAS DE MORTE DEPOIS DE DECLARAR APOIO A SERRA "



" Viúva de Chico Mendes recebe ameaças de morte depois de declarar apoio a Serra."


Do jornal “A Tribuna”, do Acre:

" Um dia após ter o portão de sua residência derrubado por três homens não identificados, Ilzamar Mendes, viúva do líder seringueiro Chico Mendes, revelou em entrevista à reportagem de A TRIBUNA que dias atrás recebeu uma ameaça por telefone. “Uns dois dias após eu aparecer na mídia nacional, recebi uma ligação de um telefone sem identificação. A voz era de um homem que me perguntou: ‘Você não tem medo que aconteça a você o mesmo que aconteceu a Chico Mendes?’ A pessoa disse apenas isso e desligou”, revela.

De acordo com ela, na época em que recebeu a ligação preferiu apenas contar o fato aos familiares para não criar uma polêmica ou gerar sensacionalismo. Contudo, Ilzamar Mendes diz que após a tentativa de invasão a sua residência trouxe consigo um sentimento que ela conheceu anos atrás, na época em que Chico Mendes era ameaçado por pistoleiros diariamente. “É inevitável não sentir medo diante dessa tentativa de invasão. Vivi oito anos com o Chico e não tivemos um mês de sossego. Vi meu marido, pais dos meus filhos, ser morto covardemente na porta de casa”, relembra Ilzamar Mendes.

Clima tenso

Ilzamar Mendes contou que a tentativa de invasão a sua residência foi percebida por uma adolescente que mora com ela. Ao ser avisada pela menina que estavam tentando derrubar o portão, a viúva de Chico Mendes conta que acionou a polícia. “Enquanto eu respondia às perguntas sobre onde moro, do que se tratava, eu percebi que eles iam adentrando no quintal. Foi então que fiquei mais apavorada e comecei a ligar para os meus filhos e liguei para um irmão que chegou bem rápido aqui”, conta.

Enquanto Ilzamar Mendes falava com os familiares, os três homens deixaram o local. “Sei apenas a altura deles e que estavam de roupas escuras. Quando a polícia chegou, cerca de 20 minutos após minha ligação, eu relatei o que pude. Nós ainda fizemos umas buscas aqui por perto, mas não localizamos ninguém que parecesse com eles”, disse.

A polícia fez guarda durante toda a madrugada na casa porque o portão estava derrubado. Os filhos de Ilzamar ficaram muito abalados com o fato. “Sandino me ligava a todo instante preocupado comigo. Elenira também. Ambos estavam trabalhando em municípios próximos e, ao saber da tentativa de invasão, quiseram vir me encontrar, mas era muito tarde. Mas hoje vamos nos encontrar”, comentou.


Mudanças

Ilzamar diz que a polícia continua investigando o caso. Ela afirmou que a questão da invasão à casa onde mora não inclui apenas questão de segurança na sua propriedade. “Infelizmente, isso pode acontecer a qualquer cidadão de bem. Não apenas à viúva de Chico Mendes. Todos nós estamos reféns da falta de segurança que atinge nosso estado. Mas claro que depois disso eu vou mudar alguns hábitos”, adiantou.

Para Ilzamar Mendes, o fato ocorrido ontem chama a atenção porque ,se fosse um assalto, os três homens não teriam feito barulho ou teriam entrado na propriedade por outro lugar. “Agora vamos ficar mais atentos”, concluiu."



Por Reinaldo Azevedo
 
FONTE:  BLOG DO REINALDO AZEVEDO
http://veja.abril.com.br/blog/reinaldo/

" DIREITO DE NASCER "

CAMINHADA




" Movimento em defesa da vida, contra aborto."



Praia de Iracema: mulheres grávidas e mães com filhos pequenos no colo participaram da caminhada, que é itinerante. Elas lembraram que a cabe às mulheres zelar pela vida
FOTO: ALANA ANDRADE -  DIÁRIO DO NORDESTE


" No Ceará, o ato público contou com adesão de 15 entidades, entre igrejas, associações e movimentos sociais.

"Vida sim" e "Aborto não". Esses eram os dizeres expostos em camisas e nas barrigas de mulheres grávidas durante a 2ª Caminhada em Favor da Vida por um Brasil sem Abortos, realizada, ontem, na Praia de Iracema. O propósito da mobilização é de impedir a legalização do ato.

Com organização do Movimento Nacional da Cidadania Pela Vida Brasil Sem Aborto e pelas ONGs Movimento Internacional Pela Vida (Movida) e Movimento Internacional Pela Paz e Não-Violência (MovPaz), a marcha é classificada como suprapartidária e interreligiosa.

Assim, ela se configura como um ato ecumênico e é voltado para além de lideranças religiosas e comunitárias, mas para pessoas de diferentes ideologias, classes sociais que defendem a vida, de acordo com o coordenador da Caminhada em Favor da Vida e do MovPaz, Clóvis Nunes.

No Ceará, o evento contou com adesão de 15 entidades. Por ser uma cidade com grande número de apoiadores do movimento, Fortaleza foi escolhida para sediar a marcha, que é itinerante, pela segunda vez.

A caminhada percorreu o trajeto de 600 metros, da Igreja de São Pedro até a estátua de Iracema, no Aterrinho. "A importância do movimento está em conclamar pela implantação de políticas públicas voltadas para a prevenção de gravidezes indesejadas que evitaria 99% dos casos. Todo aborto é fruto de gravidez indesejada", alerta o coordenador do MovPaz.

O aborto no Brasil, que é considerado crime, está em votação para se tornar legal. De acordo com o presidente da Comissão de Direitos Humanos da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-CE), Fernando Férrer, existem dez projetos em tramitação no Congresso. "Há uma falsa premissa de que o aborto defende os menos favorecidos. O bem maior é a vida", enfatiza.

Para Clóvis Nunes, o aborto passa por questões éticas, sociais e biológicas. Segundo ele, atualmente, uma quantidade numerosa de pessoas quer preservar a vida. "Desde 2005, quando o ato não foi legalizado por um voto, surgiram movimentos contra interesses econômicos e políticos que defendem o aborto. Cerca de um milhão de mulheres utilizam a prática no Brasil por ano e a maioria acontece de maneira clandestina".

Sentimento da sociedade

Conforme o presidente do Movida e do Comitê Cearense Brasil Sem Aborto, Fernando Lobo, a caminhada transmite o sentimento da sociedade que é contrária à legalização do aborto. "Temos de passar essa mensagem aos governantes", coloca. Já para a coordenadora do Centro Espírita Manoel Filomeno de Miranda, Rosa Eliane Cortês, o movimento é uma maneira de conscientizar, principalmente os jovens. "A vida é inalienável".

A administradora de empresas, que está grávida, Luciana Portela, diz que cabe, sobretudo às mulheres, zelar pela vida. "Não é possível proteger a vida quando não há respeito pela do próprio filho. Enquanto houver aborto não haverá paz"."



LINA MOSCOSO
REPÓRTER



FONTE:  DIÁRIO DO NORDESTE
http://diariodonordeste.globo.com/materia.asp?codigo=873791

domingo, 24 de outubro de 2010

PARA REFLETIR !!!!




IMAGEM:  http://blogdamariazinha.wordpress.com/page/54/?archives-list&archives-type=cats

" Presidente tagarela."



" Proximidade das eleições cria incentivos a pessoas que não medem o linguajar. Presidente Lula, na atenção premeditada da eleição de Dilma Rousseff tem se colocado em situação estranha para um presidente da República, exatamente a pessoa do Executivo responsável pela ordem dos eleitores. Pronuncia impropriedades de improviso que não correspondem, às vezes à realidade que ele mesmo sabe. Atuante, não vai abrir mão das informações. Às vezes pronuncia palavras acima da verdade. Tempos depois se desculpa pelo excesso. As palavras não são soltas ao vento. Tudo é guardado para se usar a qualquer instante.

Sem Terras, que são pessoas mantidas pelo governo com verbas dos impostos, exageram no comportamento cívico. Mesmo às vésperas da eleição não há contrição para as palavras.

Eleição é ato de decisão do cidadão. Quando o governo se adianta fornecendo verbas à custa do povo, extrapola suas condições. Muito dinheiro do orçamento é distribuído a pessoas escolhidas, com sinal de “aplicação parcial”. Ganhar eleição deve ser no voto, e não no cabresto.

Anos atrás, quando o país aprendia a votar, quem tinha dinheiro ou poder mandava e desmandava. Era o tempo dos “coronéis” que mesmo sem patente, usavam a força com o titulo de comandante. "



FONTE:  BLOG DO ARI CUNHA
http://www.dzai.com.br/aricunha/blog/aricunha

QUEM REALMENTE É FELIZ NO BRASIL


PARA REFLETIR !!!!






".... O discurso político do Lula dos palanques se parece muito mais com aquele Lula de 1989 — que, felizmente, não chegou ao poder. E ele próprio diz hoje dar graças a Deus porque, de fato, não estava preparado.

Que herança e que mensagem deixa Lula? Levadas em conta as suas palavras, a democracia só é legítima se o PT vence as eleições. A política comporta mesmo tolices como essas. Mas tal visão de mundo é inaceitável num presidente da República que chegou ao poder por meio das urnas e que agora usa a máquina do estado para que as urnas confessem o que ele quer ouvir."



Por Reinaldo Azevedo


FONTE: BLOG DO REINALDO AZEVEDO
http://veja.abril.com.br/blog/reinaldo/

E AGORA VÃO DIZER O QUÊ ??????????

" Em alemão, é “führer”; em italiano, “condottiere” "

" Quando alguém chama Lula de “chefe de facção” ou diz que ele se comporta como tal, a coisa corre o risco de se perder numa abstração. Os fanáticos logo consideram que se trata de uma grave ofensa e tal. Pois bem. Vejam esta foto, recentíssima, já que este é o Lula de agora:


Viram?

Este rapaz que está à direita é o petista Sandro Mata-Mosquito, candidato derrotado a deputado federal. Não se sabe o nome do sujeito à esquerda, amigo do presidente o bastante para lhe botar a mão do peito.

Agora vejam estas outras fotos — foram publicadas primeiro no Blog do Lúcio Neto. Volto em seguida.


FOTOS: BLOG DO REINALDO AZEVEDO


São os ilustres companheiros de Lula na manifestação de Campo Grande, no Rio, que resultou na agressão ao candidato tucano à Presidência, José Serra.

O PT tentou fazer de conta que não tinha nada a ver com aquela confusão. Chegaram mesmo a acusar os tucanos de terem iniciado o confronto. Em Curitiba, alguém jogou do alto de um prédio um balão com água no carro que conduzia Dilma. Ela se apressou em chamar o ato de “agressão” e afirmou, generosa!, que não acusaria o PSDB. Bem, nem poderia, não é? Que evidência ela tinha?

No caso da baixaria de Campo Grande, no Rio, as digitais dianteiras e traseiras do PT estavam dadas. A foto, agora, é só um emblema de um momento da política brasileira. Vemos Lula tirando uma foto com membros da tropa de assalto petista, que repete os métodos de certo partido alemão da década de 30… Quem, nesse meio, não gosta de tirar uma foto com o “condutor”, o “líder”, que se diz “Führer”, “condottiere” em italiano e “espancador da democracia” em qualquer língua? "


Por Reinaldo Azevedo


FONTE: BLOG DO REINALDO AZEVEDO
http://veja.abril.com.br/blog/reinaldo/



------------------------------------------------------------------





falAÇÃO

VÃO DIZER QUE AS FOTOS SÃO
" MONTAGENS "...


CONTRA FOTOS
NÃO EXISTEM ARGUMENTOS...



HOJE FOI UM " ROLO DE FITA "...


AMANHÃ PODE SER UMA BALA,

UMA BOMBA...