SOU DO CEARÁ


"Eu sou de uma terra que o povo padece
Mas não esmorece e procura vencer.
Da terra querida, que a linda cabocla
De riso na boca zomba no sofrer
Não nego meu sangue, não nego meu nome
Olho para a fome , pergunto o que há ?
Eu sou brasileiro, filho do Nordeste,
Sou cabra da Peste, sou do Ceará."

Patativa do Assaré

quarta-feira, 30 de setembro de 2009

1,3 milhão contra os "ficha suja"





Combate à corrupção

" 1,3 milhão contra os "ficha suja"


" Integrantes do Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral entregaram ontem à Câmara dos Deputados projeto de iniciativa popular que estabelece a ``ficha limpa`` para os candidatos que disputam cargos públicos. O movimento reuniu 1,3 milhão de assinaturas de brasileiros favoráveis à proposta.

Pela legislação brasileira, projetos de iniciativa popular só podem ser enca minhados ao Congresso com a adesão mínima de 1% da população o que equivale ao mínimo de 1,3 milhão de assinaturas. As pilhas de assinaturas foram encaminhadas à Casa para dar início à tramitação da matéria.

O presidente da Câmara, Michel Temer (PMDB-SP), disse esperar que a Câmara dê celeridade à tramitação do projeto. Mas sinalizou que, durante a tramitação no Legislativo, o texto deve passar por mudanças.

``É claro que, quando um deputado ou senador apresenta um projeto de lei, ele vem para cá ser examinado e modulado pelo Congresso. O Congresso terá a liberdade de sugerir modificações``, afirmou.

As alterações nas regras eleitorais têm que ser aprovadas pelo Congresso até o início de outubro para que possam vigorar nas eleições de 2010. Integrantes do movimento de combate à corrupção, porém, afirmam que há interpretações diversas sobre a aplicação da lei.

Ao entregar o projeto, o secretário-geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), dom Dimas Lara, lembrou que há dez anos o Congresso aprovava o primeiro projeto de iniciativa popular que crimin alizou a compra de votos no país.

"O nosso objetivo é lutar cada vez mais pela ética na política e no trato da coisa pública. As milhares de pesquisa de opinião dos eleitores não ouvem mais que duas, cinco mil pessoas. Aqui são mais de um milhão de pessoas", disse Lara.

O movimento sustenta que o projeto de lei não precisa ser aprovado até o dia 3 de outubro deste ano para vigorar em 2010, uma vez que não prevê alteração no processo eleitoral - apenas na vida pregressa dos candidatos. Pela Constituição Federal, as mudanças na lei que afetam o processo eleitoral só podem ocorrer até um ano antes da disputa."

(Das agências de notícias)

TUDO PRONTO PARA O ENEM 2009



" Tudo pronto para o Enem 2009:

oriente-se


O Enem 2009 será aplicado nos dois dias do próximo fim de semana, 3 e 4 de outubro, em 1.829 municípios brasileiros.

Os participantes farão a prova em mais de 113 mil salas por todo o Brasil, sendo atendidos diretamente por mais de 300 mil profissionais – 290 mil aplicadores de sala, 10.385 coordenadores de aplicação e 15.500 profissionais como médicos, psicólogos, funcionários de apoio etc.

Confira as principais orientações sobre o exame.

Cartão de Confirmação de Inscrição e local de prova

O Cartão de Confirmação de Inscrição foi enviado a todos os inscritos via Correios e contém o seu número de inscrição, sua senha de acesso aos resultados individuais e a folha de leitura óptica para as respostas do questionário socioeconômico. O cartão também informa o local de prova do inscrito.

Quem por ventura não tenha recebido o material, independentemente dos motivos, não será impedido de realizar a prova, desde que se dirija para o local correto previsto para fazer o Enem 2009. Para isso os inscritos dispõem de vários canais oficiais de informação acerca de local de prova: por meio do sistema http://sistemasenem2.inep.gov.br/enemLocalProva/, pelo atendimento telefônico do Fala Brasil, no 0800 616161, e envio de mensagens SMS aos telefones celulares cadastrados no ato da inscrição. Basta comparecer ao local correto munido de documento de identificação com foto.

Importante: Para que o inscrito garanta a participação tranqüila no exame, frisa-se que ele deve comparecer ao local exato no qual ele foi alocado para realizar a prova, munido de documento de identificação com foto, e não em local escolhido aleatoriamente. É imprescindível a consulta aos diversos canais opcionais de informação sobre os locais de prova definidos para cada inscrito.

Plantão para atendimento ao cidadão

Além dos canais de informação via Internet, o atendimento telefônico ao cidadão será oferecido todos os dias, das 8h00 às 20h00 sem interrupção, inclusive nos dois dias de prova. O inscrito que necessitar de ajuda pode entrar em contato com o Programa Fala Brasil, pelo telefone 0800-616161, ou pelo endereço faleconosco@inep.gov.br.

Questionário socioeconômico

O participante que não receber o questionário socioeconômico via Correios terá a oportunidade de respondê-lo posteriormente. O material ficará disponível para download na página do Inep.

Atendimento especial

Estão garantidas as condições necessárias a todos os participantes que, no ato da inscrição ao Enem 2009, informaram necessitar de atendimento diferenciado para a realização da prova. Esses inscritos serão atendidos conforme o tipo de recurso de acessibilidade solicitado.

Participantes com deficiência visual farão provas em Braille, provas em formato digital acessível ou com auxílio de ledores. Participantes com baixa visão farão provas com caracteres ampliados no corpo 24 (padrão) ou conforme solicitação do estudante. Participantes surdocegos contarão com auxílio de guias-intérpretes e, aqueles com surdez, terão auxílio de intérprete/tradutor de Língua Brasileira de Sinais (Libras). No caso de participantes com deficiência física ou pessoas com mobilidade reduzida, será garantida acessibilidade na estrutura física do local do exame. A todos eles será garantido o tempo de uma hora a mais para a realização das provas.

Liberdade religiosa: Também está garantida aos participantes que se declararam como guardadores de sábado, no ato de inscrição, a realização da prova após o por do sol no sábado, dia 3. Apesar do início da prova em horário diferenciado, os participantes sabatistas deverão se apresentar aos devidos locais de prova no mesmo horário que os demais, entre 12h00 e 12h55, sob as mesmas restrições relativas a materiais impressos e eletrônicos. Os guardadores do sábado serão alocados em salas específicas e, assim como a totalidade dos participantes do Enem 2009, também terão 4h30 para responder ao caderno da Prova I, com questões das áreas de Ciências da Natureza e suas Tecnologias e Ciências Humanas e suas Tecnologias.

Imprensa

A fim de contribuir para a logística e segurança na aplicação do Enem 2009, neste ano a cobertura da Imprensa será restrita exclusivamente às áreas externas aos locais de prova. Toda a cobertura jornalística – como produção de imagens, entrevistas etc. – deverá ser realizada do lado de fora dos pontos de aplicação, antes da entrada dos participantes para fazer o exame, condicionada ao desejo e autorização expressa de cada participante.

Importante: Os profissionais encarregados da execução do Enem 2009, como aplicação, logística e segurança, não concederão entrevistas em hipótese alguma, pois não estão autorizados pelo Inep ou pelo Ministério da Educação a emitirem pareceres ou opiniões sobre o exame. As fontes oficiais que respondem pelo Enem 2009 são exclusivamente as fontes do Inep e do MEC.

O que levar nos dois dias da prova

Nos dois dias de prova o participante deverá apresentar original ou cópia devidamente autenticada de documento de identificação, Cartão de Confirmação de Inscrição, folha de respostas do questionário socioeconômico, caneta esferográfica de tinta preta, lápis preto nº 2 e borracha macia.

Importante: Durante a realização da prova, NÃO será admitida qualquer espécie de consulta ou comunicação entre os inscritos, nem a utilização de livros, manuais, impressos ou anotações, máquinas calculadoras e agendas eletrônicas ou similares, telefones celulares, pagers, bip, walkman, gravador, mp3 ou superior, relógio com calculadora, canetas eletrônicas ou qualquer outro receptor ou transmissor de mensagens. Também faz parte das orientações logísticas que o participante evite o uso de boné, óculos escuros ou qualquer outro objeto que cubra os cabelos e orelhas, por critérios de segurança.

Abertura e fechamento dos portões

Os portões de acesso aos locais de prova serão abertos às 12h00 e fechados às 12h55, horário de Brasília-DF. As provas serão iniciadas às 13h00, em todo o território nacional. Os locais de prova serão os mesmos nos dois dias. É recomendável que o inscrito compareça ao local de realização da prova com antecedência de uma hora.

Importante: O participante de locais onde o fuso horário difere do de Brasília deve ficar atento às diferenças, a fim de não perder a prova. Todas as informações acerca de horário referem-se ao fuso da Capital federal.

Como será a prova e tempo de duração

O Enem 2009 será composto por quatro provas, dento de quatro áreas de conhecimento: Ciências da Natureza e suas Tecnologias; Ciências Humanas e suas Tecnologias; Linguagens, Códigos e suas Tecnologias; Matemática e suas Tecnologias.

No dia 3/10/2009, sábado, o Enem será aplicado das 13h00 às 17h30, com 4h30 de duração. Será aplicada a Prova I, com Ciências da Natureza e suas Tecnologias e Ciências Humanas e suas Tecnologias.

No dia 4/10/2009, domingo, o Enem será aplicado das 13h00 às 18h30, com 5h30 de duração. Neste dia será aplicada a Prova II, com Linguagens, Códigos e suas Tecnologias, mais a Redação, e Matemática e suas Tecnologias.

No que diz respeito às provas objetivas, cada área concentra 45 itens de múltipla escolha, distribuídos em blocos de diferentes níveis de dificuldade. Em cada dia serão distribuídos aos participantes quatro diferentes modelos de prova, todos da mesma cor, onde as questões estarão ordenadas diferentemente.

Quanto à redação, deverá ser feita em língua portuguesa e estruturada na forma de texto em prosa do tipo dissertativo-argumentativo, a partir de um tema de ordem social, científica, cultural ou política.

Quem pode sair com os cadernos de prova

Apenas depois de decorridas quatro horas do início do exame o participante poderá deixar sua sala portando seu caderno de prova, tanto no sábado quanto no domingo. Caso contrário, ele deverá entregar seu caderno de prova ao aplicador da sala, juntamente com a folha de respostas da parte objetiva da prova e a folha de redação (no segundo dia).

Por motivos de segurança, o participante só poderá ausentar-se do local de prova após duas horas do início do exame.

Gabaritos

Os gabaritos, provas dos dois dias do Enem 2009 e regra para que o participante identificar o respectivo modelo de prova estarão disponíveis na página do Inep no domingo, dia 4 de outubro, às 19h, depois do término do exame em todo o território nacional."

Mais informações:
www.enem.inep.gov.br

Assessoria de Imprensa Inep/MEC

segunda-feira, 28 de setembro de 2009

AURIBERTO REASSUME SUA CADEIRA NA ALAC



WASHINGTON GÓIS PREFEITO DE CAUCAIA E MEMBRO DA ALAC

PAULO GUERRA VICE-PREFEITO E MEMBRO DA ALAC

O poeta, Escritor, Professor e Jornalista AURIBERTO CAVALCANTE, reassumiu sua Cadeira
na Academia de Letras e Artes de Caucaia, em reunião realizada no último sábado ( 26 de setembro ), no Grêmio Recreativo de Caucaia. Auriberto passou um período afastado, por motivos particulares, mas reassume com força total. Nesta mesma reunião foram eleitos para o triênio 2009-2012 novos membros para a Diretoria, que marcará uma grande renovAÇÃO no ano em que Caucaia comemora 250 anos ( 15 de outubro ).
Os novos membro eleitos são:

PRESIDENTE: MAURÍCIO CABRAL BENEVIDES:
VICE-PRESIDENTE: FRANCISCO ANTONIO CAVALCANTI DE MENEZES ( PE. TULA );
TESOUREIRA: YARA GUERRA;
SECRETÁRIA: ELCINE PONTES;
DIRETOR DE PUBLICAÇÕES: AURIBERTO CAVALCANTE.

ACADEMIA DE LETRAS E ARTES DE CAUCAIA COM NOVA DIRETORIA

MAURÍCIO BENEVIDES FILHO PRESIDENTE DA ALAC
PE. TULA VICE-PRESIDENTE DA ALAC


AURIBERTO CAVALCANTE DIRETOR DE PUBLICAÇÕES DA ALAC

Em Reunião realizada no último sábado ( 26 de setembro ), no Grêmio Recreativo de Caucaia, foi eleita a nova Diretoria, da ACADEMIA DE LETRAS E ARTES DE CAUCAIA-ALAC, que ficou assim constituida:
PRESIDENTE: MAURÍCIO CABRAL BENEVIDES FILHO;
VICE-PRESIDENTE: FRANCISCO ANTONIO CAVALCANTI DE MENEZES ( PE. TULA ):
TESOUREIRA: YARA GUERRA;
SECRETÁRIA: ELCINE PONTES;
DIRETOR DE PUBLICAÇÕES: AURIBERTO CAVALCANTE.

A renovação na Diretoria da ALAC, chega no ano em que CAUCAIA comemora 250 ANOS ( 15 de setembro) e já se prepara para apresentar para a população de Caucaia grandes
Projetos Culturais.

O FGTS É NOSSO !!!!


Economia
" A coqueluche do Congresso "
" O Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) tem causado preocupação aos congressistas. A prova: existem nada menos do que 276 propostas de mudança do FGTS em tramitação hoje no Congresso. Destas, 227 estão na Câmara. O restante, no Senado. Segundo levantamento encomendado pelo O Globo, as preocupações são principalmente a baixa rentabilidade do fundo, a ingerência do Executivo na sua administração e o uso cada vez maior do dinheiro do trabalhador em programas do governo. Alguns exemplos: projeto do senador Tasso Jereissati (PSDB-CE) substitui a correção dos recursos, atualmente feita pela TR mais 3% ao ano, pelo IPCA, o índice oficial de inflação. O senador Paulo Paim (PT-RS) propõe alterar a composição do Conselho Curador, que gerencia o fundo, de modo que o governo tenha o mesmo poder de decisão sobre o destino dos recursos."

BLOG - O FILTRO - REVISTA ÉPOCA - 28 DE SETEMBRO DE 2009

-------------------------------------------------------------------------------

DEPOIS DO 13º O CONGRESSO ATACA O FGTS... ABRAM OS OLHOS !!!!

ESTADO MÍNIMO " É TESE FALIDA "




" A ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, escolhida pelo presidente Lula para ser candidata à sua sucessão, disse em entrevista a Valdo Cruz que o Estado mínimo é "tese falida": "Ninguém aplica, só os tupiniquins". Para Dilma, quem defende que o mercado resolve tudo "está contra a corrente" e "contra a realidade".

FOLHA DE SÃO PAULO

MARINA SILVA, EX-MINISTRA E POETA



MARINA SILVA, EX-MINISTRA E POETA


MARINA A EX-MINISTRA POETA, VESTE DE VERDE O CEARÁ

Acompanhei atentamente a palestra da EX-Ministra Marina Silva realizada ontem na Assembleia Legislativa. Fique impressionado com a capacidade, simplicidade e a visão
de futuro de Marina Silva. profunda conhecedora da realidade brasileira, principalmente dos mais humildes, a Ministra se mostrou disposta para lutar por um Brasil melhor e mais feliz, além de propor uma pauta em defesa da Ecologia, de
uma vida mais saudável e a proteção da Natureza ou o que ainda resta.
A palestra foi muito boa e ficamos sabendo que uma parte da família de Maria é do Ceará, seu pai saiu daqui e foi para o Acre, em busca de uma vida melhor, um caçador
de sonhos. Boa parte de seus parentes moram no Ceará ( família de seu pai ). Maria
me fez refletir sobre a vida dos cearenses, que correm pelo Brasil e pelo mundo em
busca de uma vida melhor. Correm nas veias de Marina Silva SANGUE CEARENSE, DNA
" da terra, onde o homem seminú, planta de sol a sol o algodão para vestir o Brasil ", como diria o grande Jáder de Carvalho. Marina e surpreendeu positivamente
e mostro seu lado " poeta ", declamando um lindo poema de sua autoria " ARCO E FLECHA ".
Sempre sorrindo, Maria Silva, mostrou competência, humildade e foi muito carinhosa com todos e ao final da palestra foi aplaudida de pé pelos presentes, que gritaram
durante vários minutos a seguinte palavra de ordem: " BRASIL DIFERENTE, MARINA PRESIDENTE ".

DETALHE:

ALÉM DA MILITÂNCIA DO PARTIDO VERDE, ESTAVAM VÁRIAS LIDERANÇAS DE OUTROS PARTIDOS.
SE DESTACOU, FOI MUITO APLAUDIDO E FEZ PARTE DA MESA, O EX-GOVERNADOR LÚCIO ALCÂNTARA, PRESIDENTE ESTADUAL DO PR.

sexta-feira, 25 de setembro de 2009

O QUE ESTÁ ACONTECENDO NO CEARÁ ????


" Na Assembleia, servidores recebem, mas expediente é opcional"

" O Jornal O Globo desta sexta-feira revela que a Assembleia Legislativa do Ceará tem 1.175 prestadores de serviço contratados por indicação dos deputados, sem obrigatoriedade de dar expediente diário. É a chamada “folha zero” – que cresceu 21% de 2006 a 2008. Segundo a Diretoria Geral da Assembleia, em 2006, o gasto com a “folha zero” foi de R$ 24.216.116,68. Em 2007 subiu para R$ 25.880.563,57, e chegou a R$ 29.367.580,86 no ano passado.

Segundo a reportagem, de janeiro a agosto deste ano, a “folha zero” já consumiu R$ 19.568.189,80. Só no mês passado, o gasto foi R$ 2.473.414,44. Se mantida a mesma proporção, deve fechar o ano perto de R$ 40 milhões. A explicação da Diretoria Geral para o aumento foi uma adequação às alterações procedidas nas mesmas despesas de assessoramento parlamentar pela Mesa Diretora da Câmara dos Deputados, a partir da lei federal 11.169, de 2 de setembro de 2005. Procurado, o presidente da Assembleia, deputado Domingues Filho (PMDB), não deu entrevista.

Os prestadores de serviço são pagos com a verba de gabinete, de R$ 45 mil para cada deputado. Eles não são funcionários concursados nem têm cargos comissionados – que são pagos em outras folhas.

A indicação deles – permitida pelo ato normativo 188, de fevereiro de 1995 – não precisa ser publicada no Diário Oficial. Com isso, basta que o deputado preencha um formulário padrão e o encaminhe à Diretoria Geral da Casa. A relação nominal dos servidores das oito folhas de pagamento da Assembleia é publicada no site do Diário Oficial do estado, na internet.

Assessores na área jurídica e de comunicação são alguns profissionais contratados pela “folha zero”. Assessores que fazem o trabalho nas bases dos deputados no interior também estão nessa lista. Os parlamentares usam esses exemplos para justificar que o expediente obrigatório na Casa não é necessário.

- Existem assessores que não precisam vir todo dia. Tenho uma assessora que vem três vezes por semana – justificou o líder do governo na Assembleia, Nelson Martins (PT).

Primeira-dama recebia pela “folha zero” até 2008
De 1º de abril de 2005 até 18 junho de 2008, a primeira-dama do Ceará, Maria Célia Habib Moura, recebia pela “folha zero”. O salário inicial dela era de R$ 1.001,00 líquido. Ao sair, recebia R$ 1.137,00. A primeira-dama era lotada no gabinete do deputado Zezinho Albuquerque (PSB), primeiro-secretário da Casa desde 2007, e aliado do governador Cid Gomes (PSB). Nos últimos 18 meses, até pedir dispensa, em junho de 2008, ela acumulou o cargo de assessora jurídica do deputado com o papel de primeira-dama, posição que não é remunerada. Ela teria pedido para sair alegando “incompatibilidade” com sua agenda de primeira-dama.

Sem especificar a frequência com que Maria Célia comparecia ao gabinete, o deputado Zezinho Albuquerque afirmou que ela teria ido “algumas vezes”.

- Sempre que era necessário, ela vinha (à Assembleia). Fantasma é aquele que não existe, não trabalha, não presta assessoria. Não é o caso de Maria Célia – disse o deputado Zezinho Albuquerque. Procurada, a primeira-dama não se manifestou.

Maria Célia e sua mãe, Pauline Carol Moura, estiveram no centro de um escândalo em 2008 por terem viajado num jato fretado pelo governo do estado por R$ 338,5 mil para uma viagem à Europa. Para justificar a presença da sogra, Cid Gomes disse à época que atendeu ao pedido da mulher. Em outras duas ocasiões, ela viajou com passagens e diárias pagas pelo Estado. "

DO BLOG DO ELIOMAR DE LIMA

FESTA PARA AS NOVAS FILIAÇÕES NO PR



DO BLOG DO ELIOMAR DE LIMA

" O ex-governador Lúcio Alcântara, presidente regional do Partido da República, e o vice do partido, o prefeito de Maracanaú, Roberto Pessoa, comanda, nesta sexta-feira, café da manhã, no Gran Marquise Hotel, no qual a legenda receberá novas filiações.

Na lista, há políticos e gente da imprensa como Marcos Lima, apresentador do Rota 22, da TV Diário, o professor Antonio Mourão Cavalcante, que deu adeus ontem ao PDT, e o ex-presidente da OAB do Ceará, Cândido Albuquerque, e o ex-diretor do HGF, Florentino Cardoso.

O ex-prefeito de Iguatu, Edilmo Costa, e o empresário Sérgio Rodrigues, que é irmão do ex-prefeito de Pacatuba, CélioRodrigues, também assinam ficha no PR, que reforça nomes de olho principalmente nos cargos proporcionais."

BLOG DO ELIOMAR DE LIMA

quinta-feira, 24 de setembro de 2009

EDUCAÇÃO E TRANSPORTE ESCOLAR NO CEARÁ



AS IMAGENS NÃO SÃO DA MATÉRIA DO JORNAL E SIM ILUSTRAM E MOSTRAM FLAGRANTES DA
REALIDADE DO TRANSPORTE ESCOLAR NO CEARÁ.
----------------------------------------------------------
DEU NO JORNAL

COLUNA
Edilmar Norões

" Além de queda, coice "

" Eis o e-mail que nos manda o vice-prefeito de Aracoiaba, Nazareno Bezerra: "Além de queda o coice, pois os municípios estão sendo prejudicados pela não transferência dos recursos do transporte escolar do Ensino Médio. Em Aracoiaba, os transportes vão parar e como conseqüência as aulas também, a não ser que o velho burro volte a andar. Por isso, vale dizer que além da queda, o coice".

COLUNA DO EDILMAR NORÕES - DIÁRIO DO NORDESTE - 24/SETEMBRO/2009

MARINA SILVA EM FORTALEZA




MARIANA SILVA VISITA O CEARÁ



Marina Silva, a mais nova filiada do Partido Verde, provável candidata a Presidente
do nosso país, estará amanhã, 25 de setembro ( sexta-feira ), em Fortaleza. Marina,
que se pintou de verde, participará da Agenda do seu Partido em Fortaleza e fará uma palestra, sobre Ecologia, às 15:00 horas na Assembleia Legislativa.
Os " verdes " do Ceará estão entusiasmados com a presença de Marina em Fortaleza e
o que ela poderá contribuir para o crescimento do Partido no Ceará.

quarta-feira, 23 de setembro de 2009

70 ANOS SEM SIGMUND FREUD





DIVÃ DE FREUD

70 ANOS SEM SIGMUND FREUD

Freud (1920)
Nascimento 6 de Maio de 1856
Příbor, República Checa
Morte 23 de Setembro de 1939 (83 anos)
Londres, Inglaterra
Escola/tradição Psicanálise (fundador)
Principais interesses Neurologia, Antropologia, Psicologia, Sociologia
Idéias notáveis: Inconsciente, sonho, libido, divisão do aparelho psíquico, desenvolvimento psicossexual, pulsão, mecanismos de defesa, determinismo psíquico
Influências Jung, Brücke, Darwin, Charcot, Breuer, Sófocles, Shakespeare, Goethe, Schopenhauer
Influenciados: Jung, Lacan, Adler, Klein, Escola de Frankfurt, Guattari, de Beauvoir, Castoriadis e outros...
-------------------------------------------------------------------------------------

FREUD EXPLICA:

CONHEÇA MAIS SOBRE FREUD

Sigmund Freud (Příbor, 6 de maio de 1856 — Londres, 23 de setembro de 1939) foi um médico neurologista judeu-austríaco, fundador da psicanálise. Nasceu em Freiberg, Morávia (hoje Příbor), quando esta pertencia ao Império Austríaco.

Interessou-se inicialmente pela histeria e, tendo como método a hipnose, estudou pessoas que apresentavam esse quadro. Mais tarde, com interesses pelo inconsciente e pulsões, entre outros, foi influenciado por Charcot e Leibniz, abandonando a hipnose em favor da associação livre e da interpretação dos sonhos. Estes elementos tornaram-se as bases da psicanálise. Freud, além de ter sido um grande cientista e escritor (Prémio Goethe, 1930), possui o título, assim como Darwin e Copérnico, de ter realizado uma revolução no âmbito humano: a idéia de que somos movidos pelo inconsciente.

Freud, suas teorias e seu tratamento com seus pacientes foram controversos na Viena do século XIX, e continuam a ser muito debatidos hoje. Suas idéias são freqüentemente discutidas e analisadas como obras de literatura e cultura geral em adição ao contínuo debate ao redor delas no uso como tratamento científico e médico.


Biografia


Nascido Sigismund Schlomo Freud (mas em 1877 abreviou seu nome para Sigmund Freud), aos quatro anos de idade sua família transferiu-se para Viena por problemas financeiros. Morou em Viena até 1938, quando, com a vinda do nazismo (Freud era judeu), foge para a Inglaterra. Era um excelente aluno, porém, por ser judeu, só poderia escolher entre os cursos de Direito ou Medicina, optando por este último.

Sigmund Freud é filho de Jacob Freud e de sua terceira mulher Amalie Nathanson (1835-1930). Jacob, um judeu proveniente da Galiza e comerciante de lã, muda-se a Viena em 1860.[1]

Os primeiros anos de Freud são pouco conhecidos, já que ele destruíra seus escritos pessoais em duas ocasiões: a primeira em 1885 e novamente em 1907. Além disso, seus escritos posteriores foram protegidos cuidadosamente nos Arquivos de Sigmund Freud, aos quais só tinham acesso Ernest Jones (seu biógrafo oficial) e uns poucos membros do círculo da psicanálise. O trabalho de Jeffrey Moussaieff Masson pôs alguma luz sobre a natureza do material oculto.[2]

Em 14 de Setembro de 1886 em Hamburgo, Freud casou-se com Martha Bernays.[3]

Freud e Martha tiveram seis filhos: Mathilde, nascida em 1887, Jean-Martin, nascido em 1889, Olivier, nascido em1891, Ernst, nascido em 1892, Sophie, nascida em 1893 e Anna, nascida em 1895. Um deles, Martin Freud, escreveu uma memória intitulada Freud: Homem e Pai, na qual descreve o pai como um homem reservado, porém, amável, que trabalhava extremamente, por longas horas, mas que adorava ficar com suas crianças durante as férias de verão.

Anna Freud, filha de Freud, foi também uma psicanalista destacada, particularmente no campo do tratamento de crianças e do desenvolvimento psicológico. Sigmund Freud foi avô do pintor Lucian Freud e do ator e escritor Clement Freud, e bisavô da jornalista Emma Freud, da desenhista de moda Bella Freud e do relacionador público Matthew Freud.

Por sua vida inteira Freud teve problemas financeiros. Josef Breuer foi um aliado de Freud em suas idéias e também um aliado financeiro.

Nos tempos do nazismo, Freud perdeu quatro irmãs (Rosa, Dolfi, Paula, e Marie Freud). Embora Marie Bonaparte tenha tentado retirá-las do país, elas foram impedidas de sair de Viena pelas autoridades nazistas[4] e morreram nos campos de concentração de Auschwitz e de Theresienstadt.


Maturidade


Placa memorial localizada onde Freud nasceu em Příbor, República Tcheca.Freud inicia os estudos na universidade aos 17 anos, os quais tomam-lhe inesperadamente bastante tempo até a graduação, em 1881. Registros de amigos que o conheciam naquela época, assim como informações nas próprias cartas escritas por Freud, sugerem que ele foi menos diligente nos estudos de medicina do que devia ter sido. Em lugar dos estudos, ele atinha-se à pesquisa científica, inicialmente pelos estudos dos órgãos sexuais de enguias — um estranho, mas interessante presságio das teorias psicanalíticas que estariam por vir vinte anos mais tarde. De acordo com os registros, Freud completa tal estudo satisfatoriamente, mas sem distinção especial. Em 1877, desapontado com os resultados e talvez menos excitado em enfrentar mais dissecações de enguias, Freud vai ao laboratório de Ernst Brücke, que torna-se seu principal modelo de ciência.

Com Brücke, Freud entra em contato com a linha fisicalista da Fisiologia. O interesse de Brücke não era apenas descobrir as estruturas de órgãos ou células particulares, mas sim, suas funções. Dentre as atribuições de Freud, nesta época, estavam o estudo da anatomia e da histologia do cérebro humano. Durante os estudos, identifica várias semelhanças entre a estrutura cerebral humana e a de répteis, o que o remete ao então recente estudo de Charles Darwin sobre a evolução das espécies e à discussão da "superioridade" dos seres humanos sobre outras espécies.

Freud, então, conhece Martha Bernays, e parece ter sido amor à primeira vista. O seu desejo de desposar Martha, o baixo salário e as poucas perspectivas de carreira na pesquisa científica - fazem-no abandonar o laboratório e a começar a trabalhar no Hospital Geral, o principal hospital de Viena, passando por vários departamentos do mesmo. O próprio Brücke aconselha-o a mudar, apesar de seu bom desempenho e com razão, já que Freud precisava ganhar dinheiro.

No hospital, depois de algumas desilusões com o estudo dos efeitos terapêuticos da cocaína — com inclusive um episódio de morte por overdose de um amigo da época do laboratório de Brücke —, Freud recebe uma licença e viaja para a França, onde trabalha com Charcot, um respeitável psiquiatra do hospital psiquiátrico Saltpêtrière que estudava a histeria.

De volta ao Hospital Geral e entusiasmado pelos estudos de Charcot, Freud passa a atender, na maior parte, jovens senhoras judias que sofriam de um conjunto de sintomas aparentemente neurológicos que compreendiam paralisia, cegueira parcial, alucinações, perda de controle motor e que não podiam ser diagnosticados com exames. O tratamento mais eficaz para tal doença incluía, na época, massagem, terapia de repouso e hipnose.

Apenas em Setembro de 1886 Freud casa-se com Martha Bernays, com a ajuda financeira de alguns amigos mais abastados, dentre eles Josef Breuer, um colega mais velho da faculdade de medicina. Foi com as discussões de casos clínicos com Breuer que surgiram as idéias que culminaram com a publicação dos primeiros artigos sobre a psicanálise.

O primeiro caso clínico relatado deve-se a Breuer e descreve o tratamento dado a uma paciente (Bertha Pappenheim, chamada de "Anna O." no livro), que demonstrava vários sintomas clássicos de histeria. O método de tratamento consistia na chamada "cura pela fala" ou "cura catártica", na qual o ou a paciente discute sobre as suas associações com cada sintoma e, com isso, os faz desaparecer. Esta técnica tornou-se o centro das técnicas de Freud, que também acreditava que as memórias ocultas ou "reprimidas" nas quais baseavam-se os sintomas de histeria eram sempre de natureza sexual. Breuer não concordava com Freud neste último ponto, o que levou à separação entre eles logo após a publicação dos casos clínicos.


Freud em 1905.Na verdade, a classe médica em geral acaba por marginalizar as idéias de Freud inicialmente; seu único confidente durante esta época é o médico Wilhelm Fliess. Depois que o pai de Freud falece, em outubro de 1896, segundo as cartas recebidas por Fliess, Freud, naquele período, dedica-se a anotar e analisar seus próprios sonhos, remetendo-os à sua própria infância e, no processo, determinando as raízes de suas próprias neuroses. Tais anotações tornam-se a fonte para a obra A Interpretação dos Sonhos. Durante o curso desta auto-análise, Freud chega à conclusão de que seus próprios problemas eram devidos a uma atração por sua mãe e a uma hostilidade ao seu pai. É o famoso "complexo de Édipo", que se torna o coração da teoria de Freud sobre a origem da neurose em todos os seus pacientes.

Nos primeiros anos do século XX, são publicadas suas obras A Interpretação dos Sonhos e A Psicopatologia da Vida Cotidiana. Nesta época, Freud já não mantinha mais contato nem com Josef Breuer, nem com Wilhelm Fliess. No início, as tiragens das obras não animavam Freud, mas logo médicos de vários lugares — Eugen Bleuler, Carl Jung, Karl Abrahams, Ernest Jones, Sandor Ferenczi — mostram respaldo às suas idéias e passam a compor o Movimento Psicanalítico.[5]

Freud morre de câncer na mandíbula aos 83 anos de idade (passou por trinta e três cirurgias). Supõe-se que tenha morrido de uma overdose de morfina. Freud sentia muita dor, e segundo a história contada, ele teria dito ao médico que lhe aplicasse uma dose excessiva de morfina para terminar com o sofrimento, o que seria eutanásia.


Inovações de Freud


Freud inovou em dois campos. Simultaneamente, desenvolveu uma teoria da mente e da conduta humana, e uma técnica terapêutica para ajudar pessoas afetadas psiquicamente. Alguns de seus seguidores afirmam estar influenciados por um, mas não pelo outro campo.

Provavelmente a contribuição mais significativa que Freud fez ao pensamento moderno é a de tentar dar ao conceito de inconsciente um status científico (não compartilhado por várias áreas da ciência e da psicologia). Seus conceitos de inconsciente, desejos inconscientes e repressão foram revolucionários; propõem uma mente dividida em camadas ou níveis, dominada em certa medida por vontades primitivas que estão escondidas sob a consciência e que se manifestam nos lapsos e nos sonhos.


Seu divã, hoje no Museu Freud em Londres.Em sua obra mais conhecida, A Interpretação dos Sonhos, Freud explica o argumento para postular o novo modelo do inconsciente e desenvolve um método para conseguir o acesso ao mesmo, tomando elementos de suas experiências prévias com as técnicas de hipnose.

Como parte de sua teoria, Freud postula também a existência de um pré-consciente, que descreve como a camada entre o consciente e o inconsciente (o termo subconsciente é utilizado popularmente, mas não é parte da terminologia psicanalítica). A repressão em si tem grande importância no conhecimento do inconsciente. De acordo com Freud, as pessoas experimentam repetidamente pensamentos e sentimentos que são tão dolorosos que não podem suportá-los. Tais pensamentos e sentimentos (assim como as recordações associadas a eles) não podem ser expulsos da mente, mas, em troca, são expulsos do consciente para formar parte do inconsciente.

Embora ao longo de sua carreira Freud tenha tentado encontrar padrões de repressão entre seus pacientes que derivassem em um modelo geral para a mente, ele observou que pacientes diferentes reprimiam fatos diferentes. Observou ainda que o processo da repressão é em si mesmo um ato não-consciente (isto é, não ocorreria através da intenção dos pensamentos ou sentimentos conscientes). Em outras palavras, o inconsciente era tanto causa como efeito da repressão.


Divisão do Inconsciente


Freud procurou uma explicação à forma de operar do inconsciente, propondo uma estrutura particular. No primeiro tópico de sua teoria ele estava preocupado em estudar o que levava à formação dos sintomas psicossomáticos (principalmente a histeria, por isso apenas os conceitos de inconsciente, pré-consciente e consciente eram suficientes). Quando sua preocupação se virou para a forma como se dava o processo da repressão, passou a adotar os conceitos de id, ego e superego.

O id representa os processos primitivos do pensamento e constitui, segundo Freud, o reservatório das pulsões, dessa forma toda energia envolvida na atividade humana seria advinda do id. Inicialmente, considerou que todas essas pulsões seriam ou de origem sexual, ou que atuariam no sentido de auto-preservação. Posteriormente, introduziu o conceito das pulsões de morte, que atuariam no sentido contrário ao das pulsões de agregação e preservação da vida.O id é responsável pelas demandas mais primitivas e perversas.
O ego, permanece entre ambos, alternando nossas necessidades primitivas e nossas crenças éticas e morais. É a instância na que se inclui a consciência. Um eu saudável proporciona a habilidade para adaptar-se à realidade e interagir com o mundo exterior de uma maneira que seja cômoda para o id e o superego.
O superego, a parte que contra-age ao id, representa os pensamentos morais e éticos internalizados.
Freud estava especialmente interessado na dinâmica destas três partes da mente. Argumentou que essa relação é influenciada por factores ou energias inatas, que chamou de pulsões. Descreveu duas pulsões antagónicas: Eros, uma pulsão sexual com tendência à preservação da vida, e Tanatos, a pulsão da morte, que levaria à segregação de tudo o que é vivo, à destruição. Ambas as pulsões não agem de forma isolada, estão sempre trabalhando em conjunto. Como no exemplo de se alimentar, embora haja pulsão de vida presente, afinal a finalidade de se alimentar é a manutenção da vida, existe também a pulsão de morte presente, pois é necessário que se destrua o alimento antes de ingerí-lo, e aí está presente um elemento agressivo, de segregação.


Libido


Freud, em foto de 1900: O primeiro investimento objetal da libido, segundo ele, ocorreria no progenitor do sexo oposto, esta fase caracterizada pelo investimento libidinal em um dos progenitores se chama (complexo de Édipo.Freud também acreditava que a libido amadurecia nos indivíduos por meio da troca de seu objeto (ou objetivo). Argumentava que os humanos nascem "polimorficamente perversos", no sentido de que uma grande variedade de objetos possam ser uma fonte de prazer, sem ter a pretensão de se chegar à finalidade última, ou seja, o ato sexual. O desenvolvimento psicosexual ocorreria em etapas, de acordo com a área na qual a libido está mais concentrada: a etapa oral (exemplificada pelo prazer dos bebês ao chupar a chupeta, que não tem nenhuma função vital, mas apenas de proporcionar prazer); a etapa anal (exemplificada pelo prazer das crianças ao controlar sua defecação); e logo a etapa fálica (que é demonstrada pela manipulação dos órgãos genitais).Até então percebe-se que a libido é voltada para o próprio ego, ou seja, a criança sente prazer consigo mesma. O primeiro investimento objetal da libido, segundo Freud, ocorreria no progenitor do sexo oposto, esta fase caracterizada pelo investimento libidinal em um dos progenitores se chama (complexo de Édipo). A criança percebe então que entre ela e a mãe (no caso de um menino) existe o pai, impedindo a comunhão por ele desejada. A criança passa então a amar a mãe e a experienciar um sentimento antagônico de amor e ódio com relação ao pai. Ela percebe então que tanto o amor vivido com a mãe como o ódio vivido com o pai são proibidos e o complexo de Édipo é então finalizado com o surgimento do superego, com a desistência da criança com relação à mãe e com a identificação do menino com o pai.


Crítica ao modelo psicossexual


O modelo psicossexual que desenvolveu tem sido criticado por diferentes frentes. Alguns têm atacado a afirmação de Freud sobre a existência de uma sexualidade infantil (e, implicitamente, a expansão que se fez na noção de sexualidade). Outros autores, porém, consideram que Freud não ampliou os conhecimentos sobre sexualidade (que tinham antecedentes na psiquiatria e na filosofia, em autores como Schopenhauer); senão que Freud "neurotizou" a sexualidade ao relacioná-la com conceitos como incesto, perversão e transtornos mentais. Ciências como a antropologia e a sociologia argumentam que o padrão de desenvolvimento proposto por Freud não é universal nem necessário no desenvolvimento da saúde mental, qualificando-o de etnocêntrico por omitir determinantes sócio-culturais.

Freud esperava provar que seu modelo, baseado em observações da classe média austríaca, fosse universalmente válido. Utilizou a mitologia grega e a etnografia contemporânea como modelos comparativos. Recorreu ao "Édipo Rei" de Sófocles para indicar que o ser humano deseja o incesto de forma natural e como é reprimido este desejo. O complexo de Édipo foi descrito como uma fase do desenvolvimento psicossexual e de amadurecimento. Também fixou-se nos estudos antropológicos de totemismo, argumentando que reflete um costume ritualizado do complexo de Édipo (Totem e Tabu). Incorporou também em sua teoria conceitos da religião católica e da judaica; assim como principios da Sociedade Vitoriana sobre repressão, sexualidade e moral; e outros da biologia e da hidráulica.

Esperava que sua investigação proporcionasse uma sólida base científica para seu método terapêutico. O objetivo da terapia freudiana ou psicanálise é, relacionando conceitos da mente cartesiana e da hidráulica, mover (mediante a associação livre e da interpretação dos sonhos) os pensamentos e sentimentos reprimidos (explicados como uma forma de energia) através do consciente para permitir ao sujeito a catarse que provocaria a cura automática.

Outro elemento importante da psicanálise é a pouca intervenção do psicanalista para que o paciente possa projetar seus pensamentos e sentimentos no psicanalista. Através deste processo, chamado de transferência, o paciente pode reconstruir e resolver conflitos reprimidos (causadores de sua doença), especialmente conflitos da infância com seus pais.

É menos conhecido o interesse de Freud pela neurologia. No início de sua carreira investigou a paralisia cerebral. Publicou numerosos artigos médicos neste campo. Também mostrou que a doença existia muito antes de que outros pesquisadores de seu tempo tiveram notícia dela e de a estudarem. Também sugeriu que era errado que esta doença, segundo descrito por William Little (cirugião ortopédico britânico), tivesse como causa uma falta de oxigênio durante o nascimento. Ao invés disso, Freud afirmou que as complicações no parto eram somente um sintoma do problema. Somente na década de 1980 suas especulações foram confirmadas por pesquisadores modernos.

Do ponto de vista da medicina, a teoria e prática freudiana têm sido substituídas pelas descobertas empíricas ao longo dos anos. A psiquiatria e a psicologia como ciências hoje apresentam questionamentos relevantes à maior parte do trabalho de Freud.[carece de fontes?] Sem dúvida, muitas pessoas continuam aprendendo e praticando a psicanálise freudiana tradicional. No âmbito da psicanálise moderna, a palavra de Freud continua ocupando um lugar determinante, embora suas teorias freqüentemente apareçam reinterpretadas por autores como Jacques Lacan e Melanie Klein.


Críticas a Freud


Atualmente muitas críticas tem sido feitas ao método psicanalítico, porém, por mais que a ciência moderna avance, muitos dos conceitos estruturadores da psique humana e os resultados obtidos pela aplicação do método, continuam melhorando a qualidade de vida de muitas pessoas. Nota-se que a revolução promovida por Freud abriu caminhos para estudos que antigamente se encontravam em um plano imaginário. A criação de um método clínico a serviço do diagnóstico e tratamento de doenças da psique é um fato sem igual em toda a história da ciência. Porém é de se constatar certamente que em muitos escritos de Montaigne e de Pascal a idéia da auto-análise já era usada para explicar problemas subjetivos usando a lógica vigente, transformando os problemas do ser e de seu inconsciente em desafios universais, com os quais todos os homens se deparam.

Uma das mais severas críticas sofridas pelo método psicanalítico foi feita pelo filósofo da ciência Karl Popper. Segundo ele, a psicanálise é pseudociência, pois uma teoria seria científica apenas se pudesse ser falseável pelos fatos.

Um exemplo é a teoria freudiana do "Complexo de Édipo". Freud afirmava que esse complexo era universal, mas com que base de dados chegou a essa conclusão? Na época da formulação da psicanálise, a sua "amostra" era bastante limitada; parte dela vinha de sua experiência subjetiva (a sua "auto-analíse" precedendo a publicação de A Interpretação dos Sonhos) e da sua prática clínica, feita na maioria das vezes com pacientes burgueses de uma Áustria vitoriana. Ou seja: uma amostra retirada de contextos bem específicos e que não podem fundamentar a universalidade pretendida pelo autor.

FONTES:

Referências:

1.↑ origem: it.wikipedia.org/wiki/Sigmund_Freud
2.↑ origem: es.wikipedia.org/wiki/Sigmund_Freud
3.↑ Letters of Sigmund Freud - selected and edited by Ernst L. Freud,Basic Books, 1960 - pag. 7 - ISBN 0-486-27105-6

terça-feira, 22 de setembro de 2009

S. O . S. CHAMEM A POLÍCIA, O RONDA...



DEU NO JORNAL...


Macário Batista - Jornal O ESTADO - 22/09/2009

Absurdo

Em Juazeiro do Norte um descuidista passou a mão no telefone do guardinha do Ronda do Quarteirão.

• Normal. Tudo bem, que trouxa nasceu pra dançar, o diabo é que o roubo foi de dentro da viatura do Ronda. Ãn rã!


Macário Batista - Jornal O ESTADO - 22/09/2009

-----------------------------------------------------------------------------

VEJAM COMO NOSSA POPULAÇÃO ESTÁ EM " BOAS MÃOS "...
QUEM VAI SALVAR o " RONDA ???? "

EDUCAÇÃO DE CUBA É MODÊLO PARA FORTALEZA





EDUCAÇÃO DE CUBA É MODÊLO PARA FORTALEZA


Educação em Fortaleza


Publicado: 18 de setembro de 2009 - Autor: Eliomar de Lima


“A prefeita Luizianne Lins (PT) apresentou ontem, em Brasília, ao ministro Fernando Haddad (Educação) um projeto de alfabetização popular seguindo o modelo de Cuba, que, segundo disse, deve ser implementado a partir do próximo ano e se estender até 2012.

A ordem é erradicar, nesse período, o analfabetismo. “Queremos adotar o método cubano de educação popular, em que as pessoas aprendem a ler em menos de seis meses via mutirões”, adiantou.

Essa iniciativa é para atender pessoas da periferia, disponibilizando não só material, mas até óculos, em caso de necessidade. Luizianne informou que passou uma semana em Cuba conhecendo de perto o modelo. Ainda em Brasília, ela participou de reunião do diretório nacional do PT.”

(Coluna Vertical, Eliomar de Lima do POVO)

segunda-feira, 21 de setembro de 2009

CADA POVO TEM O GOVERNO QUE MERECE




CADA POVO TEM O GOVERNO QUE MERECE


COLUNA

Regina Marshall


NINGUÉM VAI REAGIR?

Leitor da coluna está inconformado com a passividade do povo brasileiro diante das aberrações praticadas pelos nossos políticos. O fim do 13º salário, já aprovado na Câmara e encaminhado para o Senado para alteração do art. 618 da CLT, é uma traição que está sendo feita contra o trabalhador brasileiro e ninguém fala no assunto. A matéria provavelmente será votada após as eleições, é claro! A maioria dos deputados federais que estão neste momento tentando aprovar, no Senado o fim do13º salário, inclusive da Licença Maternidade e Férias (pagas em 10 vezes) são do PFL e PSDB. As próprias mordomias e as vergonhosas ajudas de custo de todo tipo que recebem, eles não cortam.

Regina Marshall - Jornal Diário do Nordeste

CADA POVO TEM O GOVERNO QUE MERECE - O QUE ESTÁ ACONTECENDO NO CEARÁ ????



CADA POVO TEM O GOVERNO QUE MERECE - O QUE ESTÁ ACONTECENDO NO CEARÁ ????


Sonia Pinheiro


" Ainda da babel em palácio "

21 Set 2009


..." E como rende (!) aquele entrevero - tragicômico - entre o governador Cid Gomes e os 14 deputados federais e um senador, penúltima sexta, no gabinete do titular do Palácio Iracema!

Conta-se, por exemplo, que não foi apenas José Guimarães, coordenador da bancada, e Gorete Pereira que puseram um conveniente Superbonder nas respectivas bocas. Raimundo Gomes de Matos também limitou-se ao papel de espectador, justificado porém pela perplexidade. Além disso, Gomes de Matos é, antes de tudo, um gentleman. Mas cometeu um pecadilho. O de como também médico não ter providenciado um calmante para os mais estressados. Da próxima vez, quem sabe, ele não leva um kit de primeiros socorros? Afinal de contas, alguém ali poderia ter enfartado (e até empacotado).

No capítulo: emergenciais advogados de defesa de Pedro Ribeiro juram que quem chamou primeiro alguém - no caso, o pastor PR - de mentiroso ou Pinóquio - para suavizarmos as querelas - foi o próprio anfitrião, que, por sua vez, tinha lá suas razões para estar mordidinho da Silva! - rebate sua claque.

Convém lembrar que se fosse Tasso Jereissati ou Ciro Gomes a entrar na pele de El Cid, o circo teria pegado fogo sem que bombeiro algum desse jeito ao incêndio. O Galegão - reza a lenda - jamais se curvou a qualquer dos outros dois Poderes. E, quanto a Ciro, tem o pavio ainda mais curto.

Ainda assim, propaga-se que Cid não poupou a mãe de ninguém quando, encostado ao canto da parede (com um ``O senhor prometeu que, a cada real que os deputados colocassem no Orçamento do Estado - cada parlamentar federal tem direito a um percentual no Orçamento da União destinado à obras viárias e de infraestrutura nos municípios por ele indicado - daria o mesmo valor em obras nos municípios das bases dos deputados), nominando-os de ``uns FDP``. Nossa! - espantaram-se os urbanos. ``Isso é um mero linguajar de macho`` - amenizaram os cidistas rurais.

E, à medida que o tempo fechou, Vicente Arruda esnobou:

- Ao contrário de algumas famílias no Ceará que vivem da política, eu não preciso dela. A não ser por um hobby pois faturo muito bem na minha banca advocatícia no Rio de Janeiro``.

...E foi aí que Sua Excelência deixou o cenário, trancando-se no banheiro de seu gabinete, de onde deve ter batido o fio à sua chefe de Cerimonial, Ana Juaçaba, que, de bate-pronto, ``materializou-se`` no recinto em chamas, e delicadamente, solicitou que todos se dirigissem à sala de reunião. Ali, Gorete Pereira, que estava mudinha tal e qual José Guimarães e o senador Inácio Arruda, sugeriu que todos se mandassem.

Foi quando alguém - que não apurei quem - falou um NÃO, ``pois se o governador representava ali o povo, os parlamentares simbolizavam uma fração do mesmo eleitorado que o elegeu``.

Ato contínuo, passou-se a decidir quem iria mentir para a imprensa, já que José Guimarães, como coordenador, estava em cima do muro. Então, diante da ``livre e espontânea pressão``, ele aceitou o papel de Pinóquio, selando um pacto de ``nada de agressão a ser vazada à imprensa``.

Todos esquecidos de uma frase do saudoso Tancredo Neves dando conta que, em uma reunião com mais de quatro pessoas, não pode haver segredo. Daí que um famoso blogueiro furou o bloqueio e, na noite daquele dia, todo o stress do meeting varreu a cidade via bares, restôs, botecos e, segundo um ``antigo``, até os cabarés (provavelmente do interior).

Enquanto isso, Tim, Oi e Claro devem ter agradecido penhoradamente tal auê já que os celulares de políticos e da imprensa não paravam de tocar, com alcaides, edis e até pequeninos chefetes eleitorais, querendo se inteirar do megababado..."

SÔNIA PINHEIRO - JORNAL O POVO

MORRE O JORNALISTA PAULO CABRAL




“O jornalista Paulo Cabral de Araújo morreu neste domingo, 20, em Brasília, segundo informou a Associação Nacional de Jornais (ANJ).


Natural de Guaiúba, no Ceará, ele foi presidente da ANJ entre 1994 e 2000. Paulo Cabral de Araújo tinha 87 anos e estava afastado dos Diários Associados, cujo Condomínio Acionário presidiu por 22 anos. Ele também foi prefeito de Fortaleza de 1951 a 1955, deputado estadual e secretário-geral do Ministério da Justiça durante o governo Ernesto Geisel.

O corpo de Paulo Cabral de Araújo será enterrado nesta segunda feira, 21, às 11 horas, no cemitério do Campo da Esperança, em Brasília."

(Agência Estado)

domingo, 20 de setembro de 2009

70 ANOS SEM SIGMUND FREUD



DIVÃ DE FREUD



70 ANOS SEM SIGMUND FREUD

Freud (1920)
Nascimento 6 de Maio de 1856
Příbor, República Checa
Morte 23 de Setembro de 1939 (83 anos)
Londres, Inglaterra
Escola/tradição Psicanálise (fundador)
Principais interesses Neurologia, Antropologia, Psicologia, Sociologia
Idéias notáveis: Inconsciente, sonho, libido, divisão do aparelho psíquico, desenvolvimento psicossexual, pulsão, mecanismos de defesa, determinismo psíquico
Influências Jung, Brücke, Darwin, Charcot, Breuer, Sófocles, Shakespeare, Goethe, Schopenhauer
Influenciados: Jung, Lacan, Adler, Klein, Escola de Frankfurt, Guattari, de Beauvoir, Castoriadis e outros...
-------------------------------------------------------------------------------------

FREUD EXPLICA:

CONHEÇA MAIS SOBRE FREUD

Sigmund Freud (Příbor, 6 de maio de 1856 — Londres, 23 de setembro de 1939) foi um médico neurologista judeu-austríaco, fundador da psicanálise. Nasceu em Freiberg, Morávia (hoje Příbor), quando esta pertencia ao Império Austríaco.

Interessou-se inicialmente pela histeria e, tendo como método a hipnose, estudou pessoas que apresentavam esse quadro. Mais tarde, com interesses pelo inconsciente e pulsões, entre outros, foi influenciado por Charcot e Leibniz, abandonando a hipnose em favor da associação livre e da interpretação dos sonhos. Estes elementos tornaram-se as bases da psicanálise. Freud, além de ter sido um grande cientista e escritor (Prémio Goethe, 1930), possui o título, assim como Darwin e Copérnico, de ter realizado uma revolução no âmbito humano: a idéia de que somos movidos pelo inconsciente.

Freud, suas teorias e seu tratamento com seus pacientes foram controversos na Viena do século XIX, e continuam a ser muito debatidos hoje. Suas idéias são freqüentemente discutidas e analisadas como obras de literatura e cultura geral em adição ao contínuo debate ao redor delas no uso como tratamento científico e médico.

Índice [esconder]

Biografia


Nascido Sigismund Schlomo Freud (mas em 1877 abreviou seu nome para Sigmund Freud), aos quatro anos de idade sua família transferiu-se para Viena por problemas financeiros. Morou em Viena até 1938, quando, com a vinda do nazismo (Freud era judeu), foge para a Inglaterra. Era um excelente aluno, porém, por ser judeu, só poderia escolher entre os cursos de Direito ou Medicina, optando por este último.

Sigmund Freud é filho de Jacob Freud e de sua terceira mulher Amalie Nathanson (1835-1930). Jacob, um judeu proveniente da Galiza e comerciante de lã, muda-se a Viena em 1860.[1]

Os primeiros anos de Freud são pouco conhecidos, já que ele destruíra seus escritos pessoais em duas ocasiões: a primeira em 1885 e novamente em 1907. Além disso, seus escritos posteriores foram protegidos cuidadosamente nos Arquivos de Sigmund Freud, aos quais só tinham acesso Ernest Jones (seu biógrafo oficial) e uns poucos membros do círculo da psicanálise. O trabalho de Jeffrey Moussaieff Masson pôs alguma luz sobre a natureza do material oculto.[2]

Em 14 de Setembro de 1886 em Hamburgo, Freud casou-se com Martha Bernays.[3]

Freud e Martha tiveram seis filhos: Mathilde, nascida em 1887, Jean-Martin, nascido em 1889, Olivier, nascido em1891, Ernst, nascido em 1892, Sophie, nascida em 1893 e Anna, nascida em 1895. Um deles, Martin Freud, escreveu uma memória intitulada Freud: Homem e Pai, na qual descreve o pai como um homem reservado, porém, amável, que trabalhava extremamente, por longas horas, mas que adorava ficar com suas crianças durante as férias de verão.

Anna Freud, filha de Freud, foi também uma psicanalista destacada, particularmente no campo do tratamento de crianças e do desenvolvimento psicológico. Sigmund Freud foi avô do pintor Lucian Freud e do ator e escritor Clement Freud, e bisavô da jornalista Emma Freud, da desenhista de moda Bella Freud e do relacionador público Matthew Freud.

Por sua vida inteira Freud teve problemas financeiros. Josef Breuer foi um aliado de Freud em suas idéias e também um aliado financeiro.

Nos tempos do nazismo, Freud perdeu quatro irmãs (Rosa, Dolfi, Paula, e Marie Freud). Embora Marie Bonaparte tenha tentado retirá-las do país, elas foram impedidas de sair de Viena pelas autoridades nazistas[4] e morreram nos campos de concentração de Auschwitz e de Theresienstadt.


Maturidade


Placa memorial localizada onde Freud nasceu em Příbor, República Tcheca.Freud inicia os estudos na universidade aos 17 anos, os quais tomam-lhe inesperadamente bastante tempo até a graduação, em 1881. Registros de amigos que o conheciam naquela época, assim como informações nas próprias cartas escritas por Freud, sugerem que ele foi menos diligente nos estudos de medicina do que devia ter sido. Em lugar dos estudos, ele atinha-se à pesquisa científica, inicialmente pelos estudos dos órgãos sexuais de enguias — um estranho, mas interessante presságio das teorias psicanalíticas que estariam por vir vinte anos mais tarde. De acordo com os registros, Freud completa tal estudo satisfatoriamente, mas sem distinção especial. Em 1877, desapontado com os resultados e talvez menos excitado em enfrentar mais dissecações de enguias, Freud vai ao laboratório de Ernst Brücke, que torna-se seu principal modelo de ciência.

Com Brücke, Freud entra em contato com a linha fisicalista da Fisiologia. O interesse de Brücke não era apenas descobrir as estruturas de órgãos ou células particulares, mas sim, suas funções. Dentre as atribuições de Freud, nesta época, estavam o estudo da anatomia e da histologia do cérebro humano. Durante os estudos, identifica várias semelhanças entre a estrutura cerebral humana e a de répteis, o que o remete ao então recente estudo de Charles Darwin sobre a evolução das espécies e à discussão da "superioridade" dos seres humanos sobre outras espécies.

Freud, então, conhece Martha Bernays, e parece ter sido amor à primeira vista. O seu desejo de desposar Martha, o baixo salário e as poucas perspectivas de carreira na pesquisa científica - fazem-no abandonar o laboratório e a começar a trabalhar no Hospital Geral, o principal hospital de Viena, passando por vários departamentos do mesmo. O próprio Brücke aconselha-o a mudar, apesar de seu bom desempenho e com razão, já que Freud precisava ganhar dinheiro.

No hospital, depois de algumas desilusões com o estudo dos efeitos terapêuticos da cocaína — com inclusive um episódio de morte por overdose de um amigo da época do laboratório de Brücke —, Freud recebe uma licença e viaja para a França, onde trabalha com Charcot, um respeitável psiquiatra do hospital psiquiátrico Saltpêtrière que estudava a histeria.

De volta ao Hospital Geral e entusiasmado pelos estudos de Charcot, Freud passa a atender, na maior parte, jovens senhoras judias que sofriam de um conjunto de sintomas aparentemente neurológicos que compreendiam paralisia, cegueira parcial, alucinações, perda de controle motor e que não podiam ser diagnosticados com exames. O tratamento mais eficaz para tal doença incluía, na época, massagem, terapia de repouso e hipnose.

Apenas em Setembro de 1886 Freud casa-se com Martha Bernays, com a ajuda financeira de alguns amigos mais abastados, dentre eles Josef Breuer, um colega mais velho da faculdade de medicina. Foi com as discussões de casos clínicos com Breuer que surgiram as idéias que culminaram com a publicação dos primeiros artigos sobre a psicanálise.

O primeiro caso clínico relatado deve-se a Breuer e descreve o tratamento dado a uma paciente (Bertha Pappenheim, chamada de "Anna O." no livro), que demonstrava vários sintomas clássicos de histeria. O método de tratamento consistia na chamada "cura pela fala" ou "cura catártica", na qual o ou a paciente discute sobre as suas associações com cada sintoma e, com isso, os faz desaparecer. Esta técnica tornou-se o centro das técnicas de Freud, que também acreditava que as memórias ocultas ou "reprimidas" nas quais baseavam-se os sintomas de histeria eram sempre de natureza sexual. Breuer não concordava com Freud neste último ponto, o que levou à separação entre eles logo após a publicação dos casos clínicos.


Freud em 1905.Na verdade, a classe médica em geral acaba por marginalizar as idéias de Freud inicialmente; seu único confidente durante esta época é o médico Wilhelm Fliess. Depois que o pai de Freud falece, em outubro de 1896, segundo as cartas recebidas por Fliess, Freud, naquele período, dedica-se a anotar e analisar seus próprios sonhos, remetendo-os à sua própria infância e, no processo, determinando as raízes de suas próprias neuroses. Tais anotações tornam-se a fonte para a obra A Interpretação dos Sonhos. Durante o curso desta auto-análise, Freud chega à conclusão de que seus próprios problemas eram devidos a uma atração por sua mãe e a uma hostilidade ao seu pai. É o famoso "complexo de Édipo", que se torna o coração da teoria de Freud sobre a origem da neurose em todos os seus pacientes.

Nos primeiros anos do século XX, são publicadas suas obras A Interpretação dos Sonhos e A Psicopatologia da Vida Cotidiana. Nesta época, Freud já não mantinha mais contato nem com Josef Breuer, nem com Wilhelm Fliess. No início, as tiragens das obras não animavam Freud, mas logo médicos de vários lugares — Eugen Bleuler, Carl Jung, Karl Abrahams, Ernest Jones, Sandor Ferenczi — mostram respaldo às suas idéias e passam a compor o Movimento Psicanalítico.[5]

Freud morre de câncer na mandíbula aos 83 anos de idade (passou por trinta e três cirurgias). Supõe-se que tenha morrido de uma overdose de morfina. Freud sentia muita dor, e segundo a história contada, ele teria dito ao médico que lhe aplicasse uma dose excessiva de morfina para terminar com o sofrimento, o que seria eutanásia.


Inovações de Freud


Freud inovou em dois campos. Simultaneamente, desenvolveu uma teoria da mente e da conduta humana, e uma técnica terapêutica para ajudar pessoas afetadas psiquicamente. Alguns de seus seguidores afirmam estar influenciados por um, mas não pelo outro campo.

Provavelmente a contribuição mais significativa que Freud fez ao pensamento moderno é a de tentar dar ao conceito de inconsciente um status científico (não compartilhado por várias áreas da ciência e da psicologia). Seus conceitos de inconsciente, desejos inconscientes e repressão foram revolucionários; propõem uma mente dividida em camadas ou níveis, dominada em certa medida por vontades primitivas que estão escondidas sob a consciência e que se manifestam nos lapsos e nos sonhos.


Seu divã, hoje no Museu Freud em Londres.Em sua obra mais conhecida, A Interpretação dos Sonhos, Freud explica o argumento para postular o novo modelo do inconsciente e desenvolve um método para conseguir o acesso ao mesmo, tomando elementos de suas experiências prévias com as técnicas de hipnose.

Como parte de sua teoria, Freud postula também a existência de um pré-consciente, que descreve como a camada entre o consciente e o inconsciente (o termo subconsciente é utilizado popularmente, mas não é parte da terminologia psicanalítica). A repressão em si tem grande importância no conhecimento do inconsciente. De acordo com Freud, as pessoas experimentam repetidamente pensamentos e sentimentos que são tão dolorosos que não podem suportá-los. Tais pensamentos e sentimentos (assim como as recordações associadas a eles) não podem ser expulsos da mente, mas, em troca, são expulsos do consciente para formar parte do inconsciente.

Embora ao longo de sua carreira Freud tenha tentado encontrar padrões de repressão entre seus pacientes que derivassem em um modelo geral para a mente, ele observou que pacientes diferentes reprimiam fatos diferentes. Observou ainda que o processo da repressão é em si mesmo um ato não-consciente (isto é, não ocorreria através da intenção dos pensamentos ou sentimentos conscientes). Em outras palavras, o inconsciente era tanto causa como efeito da repressão.


Divisão do Inconsciente


Freud procurou uma explicação à forma de operar do inconsciente, propondo uma estrutura particular. No primeiro tópico de sua teoria ele estava preocupado em estudar o que levava à formação dos sintomas psicossomáticos (principalmente a histeria, por isso apenas os conceitos de inconsciente, pré-consciente e consciente eram suficientes). Quando sua preocupação se virou para a forma como se dava o processo da repressão, passou a adotar os conceitos de id, ego e superego.

O id representa os processos primitivos do pensamento e constitui, segundo Freud, o reservatório das pulsões, dessa forma toda energia envolvida na atividade humana seria advinda do id. Inicialmente, considerou que todas essas pulsões seriam ou de origem sexual, ou que atuariam no sentido de auto-preservação. Posteriormente, introduziu o conceito das pulsões de morte, que atuariam no sentido contrário ao das pulsões de agregação e preservação da vida.O id é responsável pelas demandas mais primitivas e perversas.
O ego, permanece entre ambos, alternando nossas necessidades primitivas e nossas crenças éticas e morais. É a instância na que se inclui a consciência. Um eu saudável proporciona a habilidade para adaptar-se à realidade e interagir com o mundo exterior de uma maneira que seja cômoda para o id e o superego.
O superego, a parte que contra-age ao id, representa os pensamentos morais e éticos internalizados.
Freud estava especialmente interessado na dinâmica destas três partes da mente. Argumentou que essa relação é influenciada por factores ou energias inatas, que chamou de pulsões. Descreveu duas pulsões antagónicas: Eros, uma pulsão sexual com tendência à preservação da vida, e Tanatos, a pulsão da morte, que levaria à segregação de tudo o que é vivo, à destruição. Ambas as pulsões não agem de forma isolada, estão sempre trabalhando em conjunto. Como no exemplo de se alimentar, embora haja pulsão de vida presente, afinal a finalidade de se alimentar é a manutenção da vida, existe também a pulsão de morte presente, pois é necessário que se destrua o alimento antes de ingerí-lo, e aí está presente um elemento agressivo, de segregação.


Libido


Freud, em foto de 1900: O primeiro investimento objetal da libido, segundo ele, ocorreria no progenitor do sexo oposto, esta fase caracterizada pelo investimento libidinal em um dos progenitores se chama (complexo de Édipo.Freud também acreditava que a libido amadurecia nos indivíduos por meio da troca de seu objeto (ou objetivo). Argumentava que os humanos nascem "polimorficamente perversos", no sentido de que uma grande variedade de objetos possam ser uma fonte de prazer, sem ter a pretensão de se chegar à finalidade última, ou seja, o ato sexual. O desenvolvimento psicosexual ocorreria em etapas, de acordo com a área na qual a libido está mais concentrada: a etapa oral (exemplificada pelo prazer dos bebês ao chupar a chupeta, que não tem nenhuma função vital, mas apenas de proporcionar prazer); a etapa anal (exemplificada pelo prazer das crianças ao controlar sua defecação); e logo a etapa fálica (que é demonstrada pela manipulação dos órgãos genitais).Até então percebe-se que a libido é voltada para o próprio ego, ou seja, a criança sente prazer consigo mesma. O primeiro investimento objetal da libido, segundo Freud, ocorreria no progenitor do sexo oposto, esta fase caracterizada pelo investimento libidinal em um dos progenitores se chama (complexo de Édipo). A criança percebe então que entre ela e a mãe (no caso de um menino) existe o pai, impedindo a comunhão por ele desejada. A criança passa então a amar a mãe e a experienciar um sentimento antagônico de amor e ódio com relação ao pai. Ela percebe então que tanto o amor vivido com a mãe como o ódio vivido com o pai são proibidos e o complexo de Édipo é então finalizado com o surgimento do superego, com a desistência da criança com relação à mãe e com a identificação do menino com o pai.


Crítica ao modelo psicossexual


O modelo psicossexual que desenvolveu tem sido criticado por diferentes frentes. Alguns têm atacado a afirmação de Freud sobre a existência de uma sexualidade infantil (e, implicitamente, a expansão que se fez na noção de sexualidade). Outros autores, porém, consideram que Freud não ampliou os conhecimentos sobre sexualidade (que tinham antecedentes na psiquiatria e na filosofia, em autores como Schopenhauer); senão que Freud "neurotizou" a sexualidade ao relacioná-la com conceitos como incesto, perversão e transtornos mentais. Ciências como a antropologia e a sociologia argumentam que o padrão de desenvolvimento proposto por Freud não é universal nem necessário no desenvolvimento da saúde mental, qualificando-o de etnocêntrico por omitir determinantes sócio-culturais.

Freud esperava provar que seu modelo, baseado em observações da classe média austríaca, fosse universalmente válido. Utilizou a mitologia grega e a etnografia contemporânea como modelos comparativos. Recorreu ao "Édipo Rei" de Sófocles para indicar que o ser humano deseja o incesto de forma natural e como é reprimido este desejo. O complexo de Édipo foi descrito como uma fase do desenvolvimento psicossexual e de amadurecimento. Também fixou-se nos estudos antropológicos de totemismo, argumentando que reflete um costume ritualizado do complexo de Édipo (Totem e Tabu). Incorporou também em sua teoria conceitos da religião católica e da judaica; assim como principios da Sociedade Vitoriana sobre repressão, sexualidade e moral; e outros da biologia e da hidráulica.

Esperava que sua investigação proporcionasse uma sólida base científica para seu método terapêutico. O objetivo da terapia freudiana ou psicanálise é, relacionando conceitos da mente cartesiana e da hidráulica, mover (mediante a associação livre e da interpretação dos sonhos) os pensamentos e sentimentos reprimidos (explicados como uma forma de energia) através do consciente para permitir ao sujeito a catarse que provocaria a cura automática.

Outro elemento importante da psicanálise é a pouca intervenção do psicanalista para que o paciente possa projetar seus pensamentos e sentimentos no psicanalista. Através deste processo, chamado de transferência, o paciente pode reconstruir e resolver conflitos reprimidos (causadores de sua doença), especialmente conflitos da infância com seus pais.

É menos conhecido o interesse de Freud pela neurologia. No início de sua carreira investigou a paralisia cerebral. Publicou numerosos artigos médicos neste campo. Também mostrou que a doença existia muito antes de que outros pesquisadores de seu tempo tiveram notícia dela e de a estudarem. Também sugeriu que era errado que esta doença, segundo descrito por William Little (cirugião ortopédico britânico), tivesse como causa uma falta de oxigênio durante o nascimento. Ao invés disso, Freud afirmou que as complicações no parto eram somente um sintoma do problema. Somente na década de 1980 suas especulações foram confirmadas por pesquisadores modernos.

Do ponto de vista da medicina, a teoria e prática freudiana têm sido substituídas pelas descobertas empíricas ao longo dos anos. A psiquiatria e a psicologia como ciências hoje apresentam questionamentos relevantes à maior parte do trabalho de Freud.[carece de fontes?] Sem dúvida, muitas pessoas continuam aprendendo e praticando a psicanálise freudiana tradicional. No âmbito da psicanálise moderna, a palavra de Freud continua ocupando um lugar determinante, embora suas teorias freqüentemente apareçam reinterpretadas por autores como Jacques Lacan e Melanie Klein.


Críticas a Freud


Atualmente muitas críticas tem sido feitas ao método psicanalítico, porém, por mais que a ciência moderna avance, muitos dos conceitos estruturadores da psique humana e os resultados obtidos pela aplicação do método, continuam melhorando a qualidade de vida de muitas pessoas. Nota-se que a revolução promovida por Freud abriu caminhos para estudos que antigamente se encontravam em um plano imaginário. A criação de um método clínico a serviço do diagnóstico e tratamento de doenças da psique é um fato sem igual em toda a história da ciência. Porém é de se constatar certamente que em muitos escritos de Montaigne e de Pascal a idéia da auto-análise já era usada para explicar problemas subjetivos usando a lógica vigente, transformando os problemas do ser e de seu inconsciente em desafios universais, com os quais todos os homens se deparam.

Uma das mais severas críticas sofridas pelo método psicanalítico foi feita pelo filósofo da ciência Karl Popper. Segundo ele, a psicanálise é pseudociência, pois uma teoria seria científica apenas se pudesse ser falseável pelos fatos.

Um exemplo é a teoria freudiana do "Complexo de Édipo". Freud afirmava que esse complexo era universal, mas com que base de dados chegou a essa conclusão? Na época da formulação da psicanálise, a sua "amostra" era bastante limitada; parte dela vinha de sua experiência subjetiva (a sua "auto-analíse" precedendo a publicação de A Interpretação dos Sonhos) e da sua prática clínica, feita na maioria das vezes com pacientes burgueses de uma Áustria vitoriana. Ou seja: uma amostra retirada de contextos bem específicos e que não podem fundamentar a universalidade pretendida pelo autor.

FONTES:

Referências:

1.↑ origem: it.wikipedia.org/wiki/Sigmund_Freud
2.↑ origem: es.wikipedia.org/wiki/Sigmund_Freud
3.↑ Letters of Sigmund Freud - selected and edited by Ernst L. Freud,Basic Books, 1960 - pag. 7 - ISBN 0-486-27105-6

sábado, 19 de setembro de 2009

LÚCIO ALCÂNTARA ADMITE SER CANDIDATO A GOVERNADOR



Lúcio admite disputar o Governo contra “cartel eleitoral” de Cid Gomes

Publicado: 17 de setembro de 2009 às 8:25

Autor: Eliomar de Lima


" O presidente regional do Partido da República, ex-governador Lúcio Alcântara, voltou a defender, nesta quinta-feira, a necessidade da formação de uma chapa para enfrentar o governador Cid Gomes (PSB) em 2010. Segundo Lúcio, a população tem demonstrado, por onde ele diz estar circulando, que quer ter opões para a disputa.

Lúcio Alcântara disse que, em princípio, quer disputar cadeira de deputado federal, mas deixou claro que, se houver condições de se formar uma “ampla aliança” de oposição, poderá repensar e se colocar como opção “porque eleição sem debate e enfrentamento acaba sendo um tapetão antecipado”.

O ex-governador afirmou ainda que apoiadores do governador estão querendo criar uma espécie de ”cartel eleitoral” no Estado, a partir da pregação de “União pelo Ceara´” em torno da sua reeleição do governador Cid Gomes. Indagado mais uma vez se entraria como opção, afirmou que toparia “desde que se construa uma ampla aliança”. Ele lembrou que o prefeito de Maracanaú, Roberto Pessoa (PR), também tem demonstrado interesse em se apresentar para o embate do próximo ano. Pessoa, no entanto, teria que renunciar do cargo.

Perguntado se estaria disposto a discutir essa aliança ampla com o PSDB, seu ninho antigo, do qual saiu brigado com o senador Tasso Jereissati, reagiu logo : “Eu não seria candidato do eu sozinho”. Lúcio reiterou que há na populção o desejo por apostar em outras alternativas em 2010.

Perguntado também se não temia ser derrotado outra vez por Cid Gomes, preferiu rir e não dar resposta.

Lúcio está na Região do Cariri mantendo reuniões com lideranças do PR de Juazeiro do Norte e Crato. Também na condição de presidente da Fundação Waldemar Alcântara trata com a Diocese do Crato de uma parceria voltada para a digitalização de documentos relacionados à vida do Padre Cícero."

DO BLOG DO ELIOMAR DE LIMA

---------------------------------------------------------------------------------

O Ceará merece ter outra opção, não podemos aceitar uma candidatura única, como
querem os defensores da " união pelo Ceará "... Tem muita gente arrependida de ter
tentado o " grande salto " e caído do cavalo... Tem muita gente querendo votar
com qualidade... O Dr. Lúcio Alcântara é uma GRANDE OPÇÃO...

quinta-feira, 17 de setembro de 2009

ROBERTO MATOSO: CONVITE MISSA 7° DIA


CLIQUE NA IMAGEM PARA AMPLIÁ-LA

EDUCAÇÃO DE QUALIDADE SÓ COM GRANDES INVESTIMENTOS




SOBRE MATÉRIA VEICULADA HOJE NO DIÁRIO DO NORDESTE


"...A secretaria lembrou que a escolha da não reprovação foi adotada por muitos professores, o que trouxe resultados desastrosos. “Muitos dos alunos do Ensino Médio vem de processo de aceleração de aprendizagem, fazendo todas as series do ensino Fundamental II em um ano. Não podemos condenar esse programa, mas o nível de proficiência trouxe índices muito mais baixos do que o esperado, um resultado fruto de processos aligeirados, que tem o preço do quadro que hoje se apresenta”..."

------------------------------------------------------------------------------------


NÃO REPROVAR... A QUEM INTERESSA ????



A opção de NÃO reprovar não foi e não é dos
professores. A cultura de NÃO reprovar foi implantada no meio escolar por uma política dos órgãos competentes, que quando o aluno era reprovado, NÓS Professores éramos OBRIGADOS a realizar tantas contas provas de "re-recuperação ", até que o aluno finalmente fosse aprovado. Lembro de casos, na escola que leciono, onde professores foram chamados até na Secretaria de Educação porque REPROVAVA.
Até hoje, professores que REPROVAM são mal vistos pelas Direções de escolas. A culpa não é dos professores. A Secretaria de Educação deve assumir a sua parte de culpa nesta questão.
Além do mais como querer uma Educação de Qualidade onde os alunos foram "transformados " em números, índices para se conseguir dinheiro de bancos internacionais ??
Como querer uma Educação de Qualidade com alunos, que chegam às escolas " passando mal " porque sairam de casa sem comer nada ?????
Como querer Educação de Qualidade com escolas caindo aos pedaços ???? Com tetos desabando ??? Instalações elétricas mal feitas que matam estudantes com choques elétricos, como aconteceu semana passada no interior do estado ???? QUEREM CULPAR OS PROFESSORES PELO FRACASSO ESCOLAR, MAS A GRANDE VERDADE É QUE OS PROFESSORES SÃO AS MAIORES VÍTIMAS DESSE PROCESSO IRRACIONAL, QUE É O SISTEMA DE EDUCAÇÃO. Como querer uma Educação de Qualidade se as escolas NÃO TEM UM PROJETO PEDAGÓGICO DEFINIDO E SEUS PROFESSORES SÃO MAL REMUNERADOS E DESVALORIZADOS PELA SECRETARIA DE EDUCAÇÃO E PELOS GOVERNOS DO ESTADO E MUNICÍPIOS ??????????

LEIA MAIS NO DIÁRIO DO NORDESTE

quarta-feira, 16 de setembro de 2009

FOTO DE VIDAL CAVALCANTE




DO BLOG FOTOGRAFIA DO ESTADÃO

Por do sol na praia Porto das Dunas,Fortaleza - CE.

A foto é simples, mas tem uma marca: Vidal Cavalcante. Há quase dois anos Vidal está fora do dia-a-dia por conta de problemas de saúde, mas ele está bem. Atualmente ele mora em Fortaleza no Ceará e no tempo livre produziu esta fotografia que foi publicada na coluna Cena, na contracapa do caderno Metrópole do Estadão de ontem (15/09/2009). Para os que conheceram Vidal, republicamos a imagem para matar saudades. A foto de Hélvio Romero em recente visita a Vidal.

PERGUNTAR NÃO OFENDE




A JUSTIÇA COMUM DO CEARÁ MAIS UMA VEZ INTERFERE NAS RELAÇÕES DE TRABALHO E " JULGA " ILEGAL MAIS UMA GREVE... E A JUSTIÇA DO TRABALHO NÃO " JULGA " NADA ???


Por que a Justiça do Ceará é tão rápida quando o assunto é atender aos interesses
do Estado ?????? Enquanto a população e trabalhadores esperam até décadas
para terem seus Direitos reconhecidos por essa mesma Justiça ??????????????/

terça-feira, 15 de setembro de 2009

O QUE ESTÁ ACONTECENDO NO CEARÁ ????




EXTRAÍDO DO JORNAL DIÁRIO DO NORDESTE - 15/09/2009


DENÚNCIA DO MINISTÉRIO PÚBLICO


" CE entre os que menos investem em saúde "


" Recursos aplicados: governo do Estado destaca investimentos como reforma de hospitais (Foto: Adriana Pimentel)
O Estado investiu 7,87% da receita própria em saúde em 2007, contra 18,65% aplicado pelo Rio Grande do Norte

Em meio ao caos da saúde, com usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) sendo atendidos nos corredores devido a superlotação de hospitais, falta de leitos de UTIs neonatal e adultos, o Ceará investiu apenas 7,87% de recursos próprios em 2007, quando a Constituição determina que sejam destinados à saúde no mínimo 12% das receitas próprias, segundo dados do Ministério Público Federal, divulgado ontem na mídia nacional.

No ranking do Ministério da Saúde, o Ceará ocupou a 23ª posição, superando apenas os estados do Piauí, que aplicou 7,77%, da Paraíba que destinou 7,41%, de Minas Gerais, com 7,09%, e o Rio Grande do Sul, a lanterninha nacional, com investimentos de 3,75%. Ainda segundo os dados do MS, o estado que mais investiu foi o Amazonas, com 23,8% das suas receitas próprias para a área da saúde. Na região Nordeste, o primeiro lugar foi ocupado pelo Rio Grande do Norte, que aplicou 18,65%.

Ainda segundo o Ministério Público Federal, alguns governos "maquiaram" os balanços, contabilizando gastos que não foram com o setor de saúde. O secretário executivo da Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa), Raimundo José Arruda Bastos, contesta os dados do Ministério Público e rebate que o Estado tenha manipulado os dados. "Aplicamos 12,4% com saúde em 2007 e não os 7,87%".

Em 2008, Arruda Bastos afirma foram aplicados 13,83% do orçamento em saúde, "isso demonstra o crescimento anual da aplicação dos recursos do tesouro estadual neste setor", diz.

Em relação aos gastos do governo cearense com o setor de saúde, o secretário Executivo da Sesa não divulgou o s valores de 2009, mas destacou os investimentos no setor, com a construção de novos hospitais, reforma dos hospitais HGF, São José, Albert Sabin, Cesar Cals, a contratação de 1.100 médicos, entre outros projetos. Os números de 2010 ainda não fecharam, mas Arruda Basto prevê que vão alcançar os 15%.

Diante das denúncias de desvio de gastos da saúde para outros fins, Arruda Bastos diz que a regulamentação da Emenda Constitucional Nº 29, definirá o que são os gastos com saúde e o que não são. A regulamentação da lei pode sair até a próxima semana e a criação da Contribuição Social de Saúde (CSS), que prevê 0,1% de todas as movimentações financeiras para o setor de saúde do País, "serão recursos adicionais", diz.

ESTIMATIVA 2009
Fortaleza promete investir 21% dos recursos

A Prefeitura de Fortaleza deve investir R$ 385 milhões este ano com saúde. Este volume corresponde a 21% dos recursos próprios do Município. Com as transferências federais, sobe para R$ 900 milhões os gastos no setor. O secretário Municipal de Saúde, Alex Mont´Alverne admite que a necessidade do setor é muito maior.

Segundo ele, só para o Instituto Dr. José Frota o Município de Fortaleza destinará R$ 118 milhões em 2009. Vale ressaltar que, "mais de 90% dos recursos são para pagamento do pessoal ativo", revela o secretário municipal. O dinheiro repassado ao IJF também é aquém da necessidade dos gastos, já que há uma sobrecarga de pacientes de outros municípios do Estado e "que não são responsabilidade da rede municipal", critica.

Com o fim da CPMF, Fortaleza deixou de receber, por exemplo, os recursos do Hospital da Mulher. Para investir mais e concluir obras, Mont´Alverne defende a criação da Contribuição Social da Saúde (CSS).

Problemas mais graves
UTI Neonatal: bebês morrem pela falta de leitos
UTI Adulto: pacientes são atendidos em corredores
Emergências superlotadas: tempo de espera por atendimento chega a 24 horas
No Interior: com a falta de hospitais, pacientes são transferidos para a Capital
Postos de distribuição: ocorre venda ilegal de medicamentos do SUS em feiras livres."

SUELEM CAMINHA
REPÓRTER
DO DIÁRIO DO NORDESTE