SOU DO CEARÁ


"Eu sou de uma terra que o povo padece
Mas não esmorece e procura vencer.
Da terra querida, que a linda cabocla
De riso na boca zomba no sofrer
Não nego meu sangue, não nego meu nome
Olho para a fome , pergunto o que há ?
Eu sou brasileiro, filho do Nordeste,
Sou cabra da Peste, sou do Ceará."


Patativa do Assaré

sábado, 16 de janeiro de 2010

POESIA - SOLIDARIEDADE - LUTO


POETISA " SERENA DE PAQUETÁ " - PAQUETÁ A ILHA DA POESIA


"IRMÃO HAITIANO"

" Pelas ruas entre os escombros
chora a criança assustada,
Traz o irmãozinho nos ombros
Procurando a mãe soterrada.

Entre as ruínas, um grito abafado
É mais um irmão que geme e que chora
Por baixo das pedras...corpo mutilado
Ora, roga à Deus e implora.

Meus olhos não querem enxergar
tanta dor e destruição
Mães sem filhos pra beijar,
corpos estendidos pelo chão.

Nas ruas um cenário de guerra
Só que dessa vez sem inimigo
Pelo chão o sangue banhando a terra
Gente gritando querendo abrigo.

Do que ali restou,a vida se fez ausente,
Minha alma de poeta chora e sofre também
Calo pelos mortos e pelo irmão sobrevivente
E Pelo povo sofrido que das mazelas virou refém."


SERENA.
POETISA DA ILHA DE PAQUETÁ - RIO DE JANEIRO

Um comentário:

  1. Obrigada pela gentileza e carinho meu querido.
    Fico muito agradecida. Beijos e um ótimo fim de tarde pra você :)

    ResponderExcluir