SOU DO CEARÁ


"Eu sou de uma terra que o povo padece
Mas não esmorece e procura vencer.
Da terra querida, que a linda cabocla
De riso na boca zomba no sofrer
Não nego meu sangue, não nego meu nome
Olho para a fome , pergunto o que há ?
Eu sou brasileiro, filho do Nordeste,
Sou cabra da Peste, sou do Ceará."

Patativa do Assaré

quinta-feira, 14 de junho de 2018

FILMES DA CARIRI PRODUÇÕES SERÃO EXIBIDOS NO VI CONGRESSO


Cariri Produções



Patativa do Assaré-Ave Poesia


Sinopse


Vida e a obra do poeta Patativa do Assaré, destacando a relevância dos seus poemas, o significado político dos seus atos e a sua contribuição à cultura brasileira. Dono de um ritmo poético de musicalidade única, mestre maior da arte da versificação e com um vocabulário que vai do dialeto da língua nordestina aos clássicos da língua portuguesa, Patativa do Assaré é a síntese do saber popular versus saber erudito. Patativa do Assaré consegue, com arte e beleza, unir a denúncia social com o lirismo.


FICHA TÉCNICA:

Roteiro e Direção e Montagem: Rosemberg Cariry
Produção Executiva: Petrus Cariry e Teta Maia
Fotografia: Jackson Bantim, Ronaldo Nunes, Beto Bola, Kin,
Rivelino Mourão, Luiz Carlos Salatiel e Fernando Garcia.  
Trilha Sonora: Patativa do Assaré, Fagner, Fausto Nilo, Mário Mesquita,
Ricardo Bezerra, Pingo de Fortaleza, Irmãos Aniceto e outros.
Edição Digital: Kin, Débora Lima e Felipe Lobovsky
Edição de Som e finalização: Kin
Mixagem: Érico Paiva (Sapão)
Produção de finalização: Severino Dadá
Coordenação de Produção: Adriana Amaral e Bárbara Cariry

Prêmios:

17º  Cine Ceará – Festival Ibero-Americano de Cinema – 2007
Prêmio Banco do Nordeste de Cinema – Melhor longa metragem

Festival de Belém de Cinema Brasileiro  -  2008

Prêmio de Melhor Filme – Júri Popular


Festivais e Mostra que participou


1º. Curta Lençóis – junho 2008. Exibição Especial – Hour Concour -  Homenagem a Rosemberg Cariry.  2ª. Mostra do Filme Ambiental e Etnográfico de Rio das Ostras - 07 á 11 de Novembro de 2008 – Rio de Janeiro.  13ª Mostra Internacional do filme Etnográfico – Rio de janeiro.  2008 35. Festival de Cinema de Gramado - Exibição Hors Concurs - 12 a 18 de agosto  - 2007.  XXXIV – Jornada Internacional de Cinema da Bahia - 12 a 18 de setembro – 2007. 15º Festival Ibero-Americano de Cinema e Vídeo – Cinesul. Rio de Janeiro – 17 a 29 de junho de 2008. Mostra Informativa. Festival de Belém de Cinema Brasileiro  - 12 a 23 de 2008;  4ª.  Mostra Paulista de Cinema Nordestino - 15 a 20 de setembro de 2009.




O Caldeirão da Santa Cruz do Deserto




SINOPSE


Resgate da memória e da história da comunidade religiosa do Caldeirão, liderada pelo beato José Lourenço, organizada em moldes socialistas primitivos. Depois de alcançar grande progresso a comunidade foi destruída pela polícia cearense e por bombardeio de aviões, em 1936, deixando uma tragédia de mais de dois mil camponeses mortos. Através dos depoimentos dos remanescentes e dos símbolos da cultura popular, o filme faz uma reflexão sobre o poder, a liberdade e a luta pela terra.


Ficha Técnica 


Cariri Filmes. Fortaleza, Ceará. 1985. Co-Produção: R.N. Produções e Embrafilme. Longa metragem. Documentário. Cor e preto e branco. Bitola: 16mm. Tempo 78 min. Som Mono. Direção e Produção: Rosemberg Cariry. Pesquisa e Roteiro: Rosemberg Cariry e Firmino Holanda. Produção Executiva: José Wilton (Dedé), Francis vale e Teta Maia. Direção de Produção: Jefferson de Albuquerque Jr. E Robson Azevedo. Montagem: Manfredo Caldas e Carlos Cox. Fotografia: Ronaldo Nunes. Som Direto: Chico Pereira (Bororo). Assistentes de Direção: Firmino Holanda e Nirton Venâncio. Textos: Rosemberg Cariry, Firmino Holanda e Oswald Barroso. Trilha Sonora: Cleivan Paiva. Arte: Audifax Rios. Participação especial: Dona Ciça do barro Cru, Margarida do Guerreiro, Banda de Pífanos dos Irmãos Aniceto e Boi Tungão de Pedro Boca Rica. Depoimentos: Henrique Ferreira Silva, Luiz Maia, hidelbrando Spínola, Eduardo Hoornaert, Jáder de Cravalho, Maria de Maior e Marina Gurgel entre outros.


Prêmios

XVI Jornada Internacional de cinema da Bahia – 1987
 Prêmio Glauber Rocha – melhor filme do Júri oficial.
Tatu de Ouro – Melhor Filme (Júri popular).
Prêmio Melhor Filme - Ofício Católico Internacional de Cinema – OCIC.


Participação em Festivais

X Festival do Novo Cinema Latino Americano. Havana - Cuba -1988. IV Festival Internacional de Cinema dos Países de Língua Oficial Portuguesa - Aveiros, Portugal – 1990. Sertões - Cinema e Fotografia (Mostra Temática do Instituto Cultural Itaú). 14 de janeiro a 2 de fevereiro de 1997. São Paulo - SP. XVI Jornada Internacional  de Cinema da Bahia – Brasil (1987).  15º.Cine Ceará – Festival Ibero-Americano de Cinema – 03 a 09 de junho de 2005 - Mostra retrospectiva Rosemberg Cariry.  CINUSP “Paulo Emílio” – 21 de novembro a 1º. Dezembro de 2006 - Retrospectiva Rosemberg Cariry. V Panorama Recife de documentários - 30 de junho a 02 de julho de 2007

Cariri Produções

VI CONGRESSO DE ESCRITORES, POETAS E LEITORES DO CEARÁ

INSCRIÇÃO GRÁTIS

sábado, 9 de junho de 2018

A POESIA E A SANFONA...

                        AURIBERTO CAVALCANTE E WALDONYS



O QUE PODERIA ACONTECER QUANDO DOIS POETAS SE ENCONTRAM ?

POESIA, MÚSICA  E MUITOS PLANOS PARA A CULTURA DO CEARÁ.

quinta-feira, 7 de junho de 2018

VI CONGRESSO DE ESCRITORES, POETAS E LEITORES DO CEARÁ

A HISTÓRIA DO CEARÁ FAZ A CULTURA DO NORDESTE



PAULO QUEZADO,

ESCRITOR E JURISTA,

VAI RECONTAR A VERDADEIRA HISTÓRIA DO ANO DE...

 " 1914: SEDIÇÃO DE JUAZEIRO "


Sedição de Juazeiro.
Jagunços de Floro Bartolomeu em Juazeiro do Norte.

quinta-feira, 31 de maio de 2018

RECORDAÇÃO DA FESTA DA POESIA DO GRUPO CHOCALHO

#SAUDADEDIADAPOESIA

PAULO GUERRA, FREI WILTER MALVEIRA, AURIBERTO CAVALCANTE E UBIRATAN AGUIAR.    -    DIA DA POESIA 2018 -  CASA DE JUVENAL GALENO
Frei Wilter Malveira @fr.wiltermalveira Instagram image

Frei Wilter Malveira @fr.wiltermalveiraFrei Wilter Malveira

#Gratidão
#AmigodaPoesia
#Homenagem
Hoje pela manhã recebi na casa Juvenal Galeno no centro da Cidade de Fortaleza uma linda homenagem do Grupo Chocalho que trabalha há 33 anos para manter viva muitos elementos da nossa cultura. Receber o título de "Amigo da Poesia" me deixa feliz, pois mesmo sem nunca ter ainda publicado poesias eu busco demonstra-las em tudo que faço. Sobretudo nas palavras, no canto e no modo de acolher e tentar embelezar o mundo...Poesia é uma das mais belas formas de traduzir a Vida e promover o bem ! Gratidão meu amigo 
Auriberto Cavalcante e todo grupo Chocalho...Deus vos abençoe!

sexta-feira, 25 de maio de 2018

MÚSICA E POESIA NO VI CONGRESSO DE ESCRITORES, POETAS E LEITORES DO CEARÁ

IZAIRA SILVINO CONFIRMADA NO VI CONGRESSO


IZAIRA SILVINO FARÁ PALESTRA E O TEMA SERÁ...

" MÚSICA NO CEARÁ: DO SERTÃO À CAPITAL "


SERÁ UM GRANDE MOMENTO DE POESIA!


quarta-feira, 23 de maio de 2018

A CULTURA DO NORDESTE EM DESTAQUE


JORNALISTA JOSÉ RANGEL 
DIVULGA VI CONGRESSO EM SEU BLOG


BLOG DO JOSÉ RANGEL
http://jrconta.blogspot.com.br/
*Auriberto Cavalcante (Grupo Chocalho) já está fazendo a chamada dos poetas e escritores e leitores cearenses e do Nordeste para o VI Congresso de Poetas e Escritores e Leitores do Ceará que acontecerá nos dias 24 e 25 de julho na Casa de José de Alencar.





INSCRIÇÃO GRÁTIS:
https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLScUb1B8G6S3eqdqI5AfqLgDlOfiQ2E52eyrJJvq91-uGCVMNA/viewform




segunda-feira, 14 de maio de 2018

FAÇA SUA INSCRIÇÃO - VAGAS LIMITADAS


VI CONGRESSO DE ESCRITORES, POETAS E LEITORES DO CEARÁ
24 E 25 DE JULHO DE 2018
CASA DE JOSÉ DE ALENCAR
FORTALEZA   -   CEARÁ





GRUPO CHOCALHO

AÇÃO POÉTICA HOJE !

PÃO, PAZ E POESIA !



INSCRIÇÃO:
https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLScUb1B8G6S3eqdqI5AfqLgDlOfiQ2E52eyrJJvq91-uGCVMNA/viewform

terça-feira, 8 de maio de 2018

IMPERDÍVEL

VI CONGRESSO DE ESCRITORES, POETAS E LEITORES DO CEARÁ



24  E 25 DE JULHO DE 2018

CASA DE JOSÉ DE ALENCAR

PROMOÇÃO: GRUPO CHOCALHO




No VI CONGRESSO, o Poeta e Escritor Imortal BARROS ALVES  fará uma palestra, seguida de debate sobre o Tema: ' O CANGAÇO NA LITERATURA DE CORDEL".


terça-feira, 20 de março de 2018

RESGATANDO A " CARTA DO LICEU "











RESGATANDO A " CARTA DO LICEU "


DOCUMENTO FINAL DO III CONGRESSO DE ESCRITORES, POETAS E LEITORES DO CEARÁ
III CONGRESSO - CARTA DO LICEU
III CONGRESSO DE ESCRITORES, POETAS E LEITORES DO CEARÁ
FORTALEZA, 23, 24 25 DE JULHO DE 2012
Local: Auditório do Liceu do Ceará
" DESPERTANDO CONSCIÊNCIAS "

******************************************************

DOCUMENTO FINAL

CARTA DO LICEU

Art. 1°- O III Congresso de Escritores, Poetas e Leitores do Ceará cujo o tema é: “O Escritor como protagonista da construção da Consciência política da sociedade brasileira”. Terá os seguintes objetivos:
I- Discutir a produção cultural cearense nos seus aspectos históricos, da produção simbólica, da gestão, da participação social e da plena cidadania.
II- Propor estratégias para o fortalecimento da cultura como centro dinâmico do desenvolvimento sustentável e solidário;
III- Promover o debate entre, gestores, investidores e demais protagonistas da cultura da cultura do Ceará, valorizando a diversidade das expressões e o pluralismo das opiniões de acordo com os objetivos do II Congresso, Poetas e Leitores do Ceará;
IV- Propor estratégias para universalizar o acesso da população à produção e à fruição dos bens e serviços culturais;
V- Propor a transversalidade da cultura e da literatura em outras áreas sociais;
VI- Avaliar os resultados obtidos a partir do II Congresso;
VII- Promover o debate sobre nossa cultura e compartilhamento de conteúdo livros;
VIII- Propor estratégias para a formação de público consciente consumidor de produtos culturais (Leitores);
IX- Propor a criação de Encontros Permanentes entre Escritores, Poetas e Leitores, além de outros segmentos interessados, com o OBJETIVO de DISCUTIR e SUGERIR AÇÕES PARA AS POLÍTICAS PÚBLICAS PARA A CULTURA NO CEARÁ, além de DEBATER os grandes temas políticos e sociais procurando soluções criativas para as soluções desses problemas;
X- Contribuir, através de nossa produção cultural para DESPERTAR CONSCIÊNCIA POLÍTICA DE NOSSA SOCIEDADE
PROPOMOS AINDA:
I- Criação da Cesta Básica Literária- Todo empregador do Estado do Ceará terá que fazer a doação semestral de um livro de autor cearense aos seus funcionários.
II- Lutar pela aprovação de 3% do orçamento do Estado ser destinado à pasta da cultura;
III- Implantação de Quiosques Culturais mantidos pela Secretaria de Cultura de Fortaleza - Secultfor, com instalação de pontos de venda exclusivamente para o autor cearense, de preferência em local visível, inclusive para os turistas.
IV- Recepção cultural - Distribuição de cordel no aeroporto aos turistas que desembarcarem no estado, através de uma parceria entre a Secretaria de Cultural e a Secretaria de Turismo;
V- Reorganizar a Cooperativa de Escritores e Poetas para produzir e vender obras em mutirão durante a Copa do Mundo;
VI- Sugerir que as Secretarias de Cultura do Ceará e Fortaleza realizem oficinas permanentes de orientação para proponentes dos Editais;
VII- Implantar programas de formação de leitores (oficinas) nas Escolas, Sindicatos, Bibliotecas;
VIII- PROVOCAR A CÂMARA DE VEREADORES E/OU ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA PARA A APROVAÇÃO DE UMA LEI (OU ADITIVO DE LEI) OBRIGANDO AS LIVRARIAS A NEGOCIAREM UMA COTA DE NO MÍNIMO 20% ( VINTE POR CENTO ) DE AUTORES CEARENSES COM UMA COMISSÃO DE NO MÁXIMO 30% (TRINTA POR CENTO);
IX- Exposição e feira nos pontos turísticos mais visitados da cidade, com recital, autógrafos;
X- GARANTIR, JUNTO A SECRETARIA DE CULTURA DO ESTADO, UM STAND PARA OS ESCRITORES CEARENSES NAS BIENAIS DO LIVRO, QUE ACONTECEM DE DOIS ANOS NA CIDADE, COM REALIZAÇÃO DE SEMINÁRIOS PARA DEBATER TEMAS PERTINENTES LIGADOS A NOSSA CULTURA;
XI- Encaminhar esse Documento para Assembléia Legislativa ( Comissão de Cultura e Educação), Governador do Estado, Prefeita de Fortaleza, Secretários de Cultura do Estado e de Fortaleza, e Candidatos a eleição este ano;

**************************************************

O III CONGRESSO DESTACA:

Os 25 anos do Centro Cultural dos Cordelistas do Nordeste.

***********************************************

MOÇÕES

Nós, escritores reunidos no III Congresso de Escritores, Poetas e Leitores do Ceará, REPUDIAMOS:
1- A descriminação de escritores cearenses por parte de livrarias e editoras;
2- Os atos nocivos e as omissões referentes a cultura no Estado do Ceará;
3- A corrupção crescente no Estado do Ceará.
4- A violência que aprisiona o cidadão tirando o seu direito de ir e vir, levando ao extermínio principalmente da nossa juventude:
5- O investimento de grandes valores em obras não prioritárias em detrimento da arte e cultura.

*****************************************************

PARTICIPARAM DO III CONGRESSO MEMBROS DE VÁRIAS ENTIDADES E GRUPOS LITERÁRIOS, BEM COMO ESCRITORES INDEPENDENTES.
ESTAVAM PRESENTES:

ABRAÇO LITERÁRIO;
ACADEMIA CEARENSE DA LÍNGUA PORTUGUESA;
ACADEMIA DE LETRAS E ARTES DO CEARÁ;
ACADEMIA DE LETRAS E ARTES DE CAUCAIA;
ACADEMIA DE LETRAS DOS MUNICÍPIOS DO CEARÁ;
ACADEMIA DE LETRAS JUVENAL GALENO;
ACADEMIA MAÇÔNICA DE LETRAS;
ACADEMIA DE LETRAS DE FORTALEZA;
ACADEMIA DE LETRAS DO NORDESTE;
ACADEMIA CEARENSE DE LETRAS;
ASSOCIAÇÃO CEARENSE DOS ESCRITORES DO CEARÁ – ACE;
CECORDEL – CENTRO CULTURAL DOS CORDELISTAS DO NORDESTE;
CEIA LITERÁRIA;
CEXTA LIETERÁRIA – IDEAL CLUBE
GRUPO CHOCALHO;
ESCRITORES INDEPENDENTES;
MOVIMENTO CULTURAL TERÇA-FEIRA EM PROSA E VERSO;
SOPOEMA- SOCIEDADE DOS ESCRITORES E POETAS DE MARACANAÚ;
UNIÃO BRASILEIRA DOS TROVADORES – UBT;
TEMPLO DA POESIA;
UNIFOR - PROF. BATISTA DE LIMA.

terça-feira, 13 de março de 2018

CONVITE - LITERATURA CEARENSE

MULHER & POESIA

BLOG DO JOSÉ RANGEL


Mulher, poesia e os 100 anos de Nenzinha Galeno
           Ainda em comemoração aos seus 33 anos de fundação, o Grupo Chocalho  estará comemorando o Dia da Mulher  e também o Dia da Poesia, “que para nós será sempre dia 14 de março (aniversário de nascimento do poeta Castro Alves)”, diz o diretor Auriberto Cavalcante (na foto com Beatriz Alcântara)
          Na solenidade serão homenageados  os 100 anos de Nenzinha Galeno com uma palestra proferida pala “princesa” da Literatura Infantil cearense, poetisa Francinete Azevedo. O local será a Casa de Juvenal Galeno, dia 14, às 9 horas.

          A comenda Mulher Poesia será entregue a: Alessandra Magalhães de Freitas Brasil, Ana Maria Nascimento, Carmelita Fontenele, Érica Amorim, Francisca (Fran)  Andrade,  Maria Glaudeide Maia Freire, Matusahila Santiago (foto acima), Raimunda Lucinês Mendes Batista, Rejane Nascimento, Rita Carvalho e Telma Costa.
         Receberão homenagem especial: Cândida Santiago Galeno (Nenzinha, in memoriam), Francinete Azevedo, Frei Wilter Malveira, Ubiratan Aguiar (foto) e Yara Guerra (in memoriam). O Diploma Amigo do Grupo Chocalho será entregue à Editora Karuá e o de Amigo da Poesia a Jefferson Falcão do Amaral.


BLOG DO JOSÉ RANGEL

sábado, 10 de março de 2018

FESTA E HOMENAGENS NO DIA DA POESIA



                                                       CONVITE




      DIA DA MULHER E DA POESIA...

VEJA A LISTA DOS HOMENAGEADOS PELO GRUPO CHOCALHO:


COMENDA MULHER POESIA


01- ALESSANDRA MAHALHÃES DE FREITAS BRASIL;
02- ANA MARIA NASCIMENTO;
03- CARMELITA FONTENELLE; 
04- ÉRIKA AMORIM;
05- FRANCISCA ANDRADE ( FRAN ANDRADE );
06- MARIA GLAUDEIDE MAIA FREIRE;
07- MATUSAHILA SANTIAGO;
08- RAIMUNDA LUCINÊS MENDES BATISTA;
09- REJANE NASCIMENTO;
10- RITA CARVALHO;
11- TELMA COSTA.


HOMENAGEM ESPECIAL


CÂNDIDA SANTIAGO GALENO ( NENZINHA GALENO- IN MEMORIAM );
FRANCINETE AZEVEDO;
FREI WILTER MALVEIRA;
UBIRATAN AGUIAR.
YARA GUERRA ( IN MEMORIAM )


AMIGO DO GRUPO CHOCALHO.

EDITORA KARUÁ;

AMIGO DA POESIA
JEFERSON FALCÃO DO AMARAL;


DESTAQUE CULTURAL

MAURI MELO.



A imagem pode conter: 1 pessoa



A imagem pode conter: 1 pessoa, close-up

                                                                          FOTO DE DONA NENZINHA GALENO                                                                                                                                                                                                                    

VEM AÍ A FESTA DA MULHER E DA POESIA

Ainda em comemoração aos seus 33 anos de fundação, O GRUPO CHOCALHO estará comemorando o DIA DA MULHER e também o DIA DA POESIA, que para nós será sempre dia 14 de março ( aniversário de nascimento do Poeta Castro Alves ).
Na solenidade estaremos homenageando os 100 anos de DONA NENZINHA GALENO, com uma palestra que será proferida pala princesa da Literatura Infantil, poetisa FRANCINETE AZEVEDO.



DIA: 14 MARÇO DE 2018 ( QUARTA-FEIRA ).
LOCAL: CASA DO POETA JUVENAL GALENO.
               Rua General Sampaio - Centro.
HORA: 09:00h


PÃO, PAZ E POESIA !

Cândida Maria Santiago Galeno (Nenzinha), 18/03/1918+22/07/1989, Professora – Assistente Social, Funcionária Pública e Diretora da Casa de Juvenal Galeno durante 25 anos.

quinta-feira, 15 de fevereiro de 2018

VEM AÍ A FESTA DA MULHER E DA POESIA


Ainda em comemoração aos seus 33 anos de fundação, O GRUPO CHOCALHO estará comemorando o DIA DA MULHER e também o DIA DA POESIA, que para nós será sempre dia 14 de março ( aniversário de nascimento do Poeta Castro Alves ).
Na solenidade estaremos homenageando os 100 anos de DONA NENZINHA GALENO, com uma palestra que será proferida pala princesa da Literatura Infantil, poetisa FRANCINETE AZEVEDO.

Cândida Maria Santiago Galeno (Nenzinha), 18/03/1918+22/07/1989, Professora – Assistente Social, Funcionária Pública e Diretora da Casa de Juvenal Galeno durante 25 anos.

                                           
                                            DONA NENZINHA GALENO

quinta-feira, 28 de dezembro de 2017

LITERATURA CEARENSE - LEMBRANÇAS

AURIBERTO CAVALCANTE- 33 ANOS DE POESIA



 

 

" BERROS RIMA COM EROS " 

 




" BERROS RIMA COM EROS "

 

O Prof. Auriberto Cavalcante, do Liceu do Ceará, em visita que me fez recentemente, ofereceu-me os livros de poemas de sua autoria, a seguir enumerados: Berros (1999), Vinte Anos de Poesia (2002) e 2004. Não precisa ser um especialista no assunto para concluir que o poeta fez opção pelo discurso social estruturado numa linguagem que se caracteriza pela agressividade da sintaxe. Nada de lirismo do tipo flor de laranjeira, até mesmo quando escreve poemas de amor. O Poeminha Romântico (Berros, p. 109) é um recado nada diplomático de um Romeu que fala diretamente do que lhe interessa, sem rodeios e metáforas, a uma Julieta completamente fora dos padrões shakespeareanos.


A mesma agressividade está presente na maioria dos poemas de fundo social. A poesia de Auriberto Cavalcante é sujeito com objeto direto. Uma verdadeira explosão. Um bombardeio epigramático, a lembrar as flechas mais envenenadas do barão de Itararé. Poesia cujo núcleo verbal é feito de rebeldia, de sarcasmo, de indignação contra toda forma de injustiça e de exploração do homem pelo homem. Em Made in Brazil, o poeta denuncia que “o americano / bebe o suor / do brasileiro / nosso café / come a nossa lagosta / impõe sua vontade (...) e ainda cobra juros”. É um retrato perfeito da subserviência dos governos latino-americanos aos agiotas internacionais, que mandam seus recados por e-mail para os vassalos do Terceiro Mundo, ordenam confiscos de salários dos trabalhadores da ativa e dos aposentados, além de cometerem outros absurdos, como a instituição do obsceno superávit primário, uma espécie de bezerro de ouro dos tempos modernos.


Auriberto Cavalcante adverte num poema telegráfico: “NAS MÃOS DO AGIOTA / JAZ UM IDOTA”. Outros poemas construídos com a mesma argila da indignação: “O feto bailava / no útero de ouro / da mulher rica. // Outro feto jazia / no útero de fome / da mulher pobre”. Em outro poema de 2004 (p. 63), o poeta volta a tocar o dedo na ferida, ao dizer que “o FMI / deixa a população sem salário / sem educação / sem saúde / sem emprego / sem segurança / sem esperança”. Na página 25 de Berros, o autor presta homenagem das mais justas ao grande médico e poeta Caetano Ximenes Aragão, falecido há vários anos, que se notabilizou pela contundência do seu discurso poético e pelas vertentes sociais de sua temática. São de CXA os versos a seguir “SOU NORDESTINO / SOU UM NÓ / DO DESTINO”.


Vários intelectuais cearenses têm manifestado seus pontos de vista sobre a poética de Auriberto Cavalcante. Dimas Macêdo nos dá sua opinião: “O certo é que o poeta apurou sua voz e deu maior poder de vôo à imaginação (...) à construção de uma poesia dialética e participativa, que instiga a práxis do engajamento e a restauração da política do corpo”. 


Todo poeta deve ter a liberdade de escolher os seus caminhos e de expressar livremente a sua visão-de-mundo. Da mesma forma, tem a obrigação de respeitar aqueles que pensam e agem de forma diferente, segundo os princípios de diversidade e pluralidade que estão na origem da natureza humana. Num mundo e numa época em que até as chamadas ciências exatas mudam de pele todas as semanas, ninguém pode ostentar o brasão de dono exclusivo da verdade. Auriberto Cavalcante fez opção por uma linguagem direta e muitas vezes agressiva, seja quando focaliza problemas sociais ou quando escreve poemas de amor. “Tudo vale a pena se a alma não é pequena”, é o que nos diz Fernando Pessoa, um ícone da poesia ocidental.


O importante é não estrangular a voz na garganta, não calar, não se omitir, não imitar o procedimento do avestruz, não enterrar a cabeça na areia quando pressente a aproximação do perigo. E como no pantanal dos podres poderes existem avestruzes enterrando as cabeças para evitar que sejam atingidos pelas vaias e os ovos que o povo lhes atira! Como são numerosos e como são reluzentes as suas plumas! Eles se parecem com aqueles animais que assimilam as cores da paisagem, numa típica estratégia de sobrevivência. Todos sabemos, inclusive o autor desses livros, que as nossas catilinárias poéticas não têm o poder de reverter as injustiças praticadas pelo FMI contra os pobres do mundo inteiro que sucumbem diariamente nos países subdesenvolvidos. De resto, impossível não concordar com o poeta que assina embaixo destes versos: “O Zodíaco é uma zona / Entra quem acredita”.



FRANCISCO CARVALHO 











                                     ALGUNS LIVROS DO AURIBERTO CAVALCANTE























FONTE:  JORNAL BADALO  -  GRUPO CHOCALHO
http://grupochocalho.blogspot.com.br/